https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/07/59669531b8513a36e08a95b940edd562.jpeg

VEJA O VÍDEO

Prefeita de Sinop vai à polícia Federal e Civil denunciar fake news sobre remédio

Assessoria

A prefeita de Sinop, Rosana Martinelli, protocolou uma queixa-crime, nesta sexta-feira (31), denunciando uma falsa publicação feita por uma página no Facebook. A publicação é sobre Rosana e os empresários da Farmácia de Manipulação Alquimia, acusando-os de terem entregado cápsulas de zinco vazias para pacientes em tratamento contra o novo coronavírus.

“Nós fizemos uma visita oficial aos delegados da Polícia Federal e da Polícia Civil e estamos encaminhando formalmente, através da Procuradoria Jurídica, a queixa-crime contra Fake News”, disse a prefeita.

Em um vídeo a prefeita diz que já foi na delegacia da polícia Federal e Civil, para fazer a queixa contra o fake news que tem circulado nas redes sociais com o intuito de ‘sujar’ a sua imagem.

“É muito grave o que está acontecendo em Sinop, quando uma página faz um fake news, que é crime, atenta contra a idoneidade das pessoas, a honra e, principalmente, coloca em dúvida um trabalho sério, com recursos federais envolvidos”, complementou.

O protocolo de medicamentos que compõe o kit-covid foi elaborado pela Junta Médica da Secretaria Municipal de Saúde e é entregue aos pacientes, com prescrição médica. O registro da ocorrência também será feito na Polícia Federal, uma vez que os recursos utilizados pelo município para a compra dos remédios são oriundos do Governo Federal.

“Em um momento tão sério, onde estamos trabalhando juntos contra a pandemia, pessoas tiram o seu tempo para colocar o nome e a credibilidade de empresários, duvidando das medicações. Isso não pode acontecer, as pessoas têm que ter responsabilidade do que falam e do que postam. É crime, e a Prefeitura está tomando as devidas providências”, ressaltou Rosana.

Os empresários Ester e Carlos Martins, proprietários da farmácia, repudiaram as acusações e se colocaram à disposição para mostrar todo o processo de manipulação dos medicamentos. Eles afirmam que a empresa tem profissionais capacitados, que o processo de fabricação e controle é realizado com qualidade, fiscalizado por todos os órgãos. Também manifestaram repúdio a publicação feita na rede social e acreditam que isso se trata de questão política.

Veja o vídeo

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 31 de julho de 2020 às 19:18:56
  • 31 de julho de 2020 às 19:17:01