https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/08/30861445855f2df8d96981d95a7b9064.jpg

COM MACHADO NA MÃO

Gustavo Lima agride segurança e vai até à casa de Emanuel para dar presente

O filho de uma empresária cuiabana e analista de Tecnologia da Informação (TI), Gustavo Lima Franco, de 28 anos, agrediu um segurança da Prefeitura de Cuiabá, após invadir uma policlínica na região Leste, e ainda ameaçou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), ele gritava que ira dar um “presente” para o chefe do Executivo Municipal.

O caso aconteceu na noite deste sábado (9), e Gustavo foi preso em flagrante delito, após ser interrogado pelo delegado plantonista da Polícia Civil na Central de Flagrantes. O analista agrediu um segurança e com um machado e afirmou que iria tirar satisfação e agredir Emanuel.

O descontrolado chegou no final da noite de sábado na policlínica, bastante exaltado, e começou usar um machado para arrebentar uma das portas do local. Um segurança de 42 anos, foi até Gustavo e pediu para que parasse com os atos de vandalismo.

O homem ficou ainda mais revoltado e foi para cima do trabalhador dando chutes e ponta-pés e danificando a moto do segurança que estava próxima à porta. “Tirou o pau, que era um machado, sai correndo e ele veio atrás de mim. Derrubou minha moto. Tem quatro anos que trabalho aqui e nunca teve um problema deste. Liguei para a polícia e ele foi para o lado da casa do prefeito”, relatou o segurança.

“Liguei para a PM e os militares pegaram ele quase chegando na casa do prefeito. Ele disse que iria dar um presente para o Emanuel Pinheiro, com um machado na mão. Fiz um boletim de ocorrências contra ele, ia até matar a gente, eu sou trabalhador”, disse o homem assustado.

Franco foi autuado pelos crimes de ameaça, dano qualificado contra patrimônio público e lesão corporal dolosa. Foi encaminhado para o Centro de Ressocialização de Várzea Grande, no bairro Capão Grande.

Ameaças 

Gustavo Lima é inclusive investigado pela Polícia Civil por ameaçar de morte o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do paletó, o vereador Toninho de Souza (PSDB).

Reincidente

Na quinta (6) ele se envolveu em outra confusão, após dar um soco no rosto de um servidor do Banco do Brasil e quebrar a porta de vidro da agência bancária do Paiaguás. Boletim de ocorrência foi registrado pela Polícia Militar, por volta das 14h do dia 6.

Segundo o gerente da agência, Gustavo esteve na unidade pedindo para encerrar o seu cartão de crédito. Ao explicar que teria que aguardar 48 horas, o agressor não gostou e ficou agressivo.

A PM foi acionada e ao deixar o local, Gustavo ainda quebrou um vidro da porta giratória e fugiu. Em rondas, ele não foi localizado naquele dia. O caso foi registrado na Central de Flagrantes.

Nota Oficia

Prefeito repudia atos de violência e que contrariem a liberdade de expressão

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, repudia atos de violência e que contrariem a liberdade de expressão e divergências políticas. O chefe do executivo reforça sua confiança nas autoridades policiais para apuração dos fatos para que se identifique a autoria dos atos que afrontam a democracia, sua família e sua segurança.

Veja o vídeo 

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 10 de agosto de 2020 às 14:34:04
  • 10 de agosto de 2020 às 14:31:42