https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/08/80b31aed7ad0cf981f186e72b46230bf.jpg

CASO ISABELE

Pai de adolescente que matou amiga paga fiança de R$ 52,2 mil à Justiça

O empresário Marcelo Cestari, pai da adolescente que matou a adolescente Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, com um disparo de arma de fogo no dia 12 de julho de 2020, em Cuiabá, realizou o pagamento dos R$ 52,2 mil estabelecidos na fiança por conta das armas que guardava em sua casa sem o devido registro.

De acordo com informações, o pagamento ocorreu em duas parcelas, com vencimentos no último dia 10 e nesta segunda-feira (17) de agosto.

Marcelo Cestari, chegou a ser detido no dia do crime, mas foi liberado após o pagamento de uma fiança de apenas R$ 1 mil, estabelecida pelo delegado plantonista que atendeu a ocorrência.

Diante do valor estabelecido, a família da vítima e o Ministério Público do Estado (MPMT), não aceitaram a fiança de valor irrisório e entraram na Justiça pedindo o aumento da fiança do empresário.

A família pediu valor de R$ 1 milhão e o MPE requereu 100 salários mínimos que, equivalem  a pouco mais de R$ 104 mil.

O juiz da 10ª Vara Criminal de Cuiabá, João Bosco Soares da Silva, atendeu ao pedido, determinando o valor de R$ 209 mil – 200 salários mínimos – de fiança. Porém, em recurso no Tribunal de Justiça, a decisão de 1ª instância foi anulada.

Houve nova manifestação do Ministério Público Estadual e o magistrado estabeleceu 50 salários mínimos, que equivale aos R$ 52,2 mil. Cestari concordou com pagamento e o efetuou em duas parcelas.

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) já recorreu da decisão que determinou a fiança de R$ 52,2 mil, porém, ainda não há decisão do recurso. O órgão ministerial exige que o empresário pague 100 salários mínimos.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 17 de agosto de 2020 às 18:31:11