https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/09/Barranco-PT.jpg

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Partido dos Trabalhadores define hoje a data de sua convenção para o Senado

Da assessoria

O Partido dos Trabalhadores (PT) continua buscando o apoio de outras siglas de esquerda à candidatura do atual deputado estadual Valdir Barranco, presidente da partido em Mato Grosso, à vaga de senador deixada pela ex-juíza Selma Arruda, cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em novembro do ano passado, sob acusação de Caixa 2 e abuso de poder econômico na disputa eleitoral de 2018.

Segundo o pré-candidato, no momento há maior proximidade com o PCdoB e o Rede Sustentabilidade.

“Estamos conversando com diversos partidos para que possamos formar uma chapa forte, de esquerda, para disputar esta vaga. Há a possibilidade de fecharmos com o PCdoB tendo a ex-reitora da UFMT, professora Maria Lúcia, como primeira suplente, e com a Rede para segunda suplência. Mas, ainda não há nada definido”, explicou o pré-candidato.

A eleição suplementar está marcada para 15 de novembro, mesma data das eleições municipais para vereadores e prefeitos. É o que determina a Emenda Constitucional 107/2020 que marcou o dia 16 de setembro como data limite para realização das convenções partidárias.

“A executiva estadual do PT se reúne hoje (4) para definir a data da nossa convenção e seus critérios. Será uma convenção remota, via internet, e deve contar com partição do presidente Lula que trará muita força e apoio à nossa campanha. Teremos uma chapa forte construída com a participação popular, com apoio ou não de outros partidos. Estou certo de que desta vez Mato Grosso terá no Senado um representante do povo e não mais do agronegócio”, disse Barranco.

Barranco vai se licenciar de suas funções na Assembleia Legislativa no dia 30 de setembro e só deve retornar ao parlamento, caso não vença as eleições, em 1º de dezembro. Em seu lugar assume o professor Henrique Lopes (PT), que em 2018  obteve 18.300 votos ficando na primeira suplência do parlamentar.

“Henrique é professor, já foi presidente do Sinterp-MT (sindicato da categoria) e atualmente preside a CUT-MT. Um político muito bem preparado e legitimado nas urnas para assumir este lugar na Assembleia. Desejo boa sorte a nós dois: a ele como deputado estadual e a mim na disputa ao Senado. Hoje, sou pré-candidato, amanhã Senador da República”, concluiu.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 4 de setembro de 2020 às 20:41:05