https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/09/047b2957-b933-45d0-9bf2-f688c9a6355f.jpg

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Em convenção Taques dispara; “melhor estar só do que mal acompanhado”

Da assessoria

O ex-governador Pedro Taques foi homologado pré-candidato ao Senado, durante convenção partidária do Solidariedade, realizada na noite desta quarta-feira (16). Taques afirmou que até o momento são poucos os partidos que estão com ele, no entanto, conforme declarou, é melhor estar “só, do que mal acompanhado”.

Em entrevista, o candidato destacou, de forma precisa, que está há um ano, 8 meses e 15 dias afastado da política. Disse que aproveitou o tempo para fazer reflexões e pensar sobre tudo que ocorreu no estado de Mato Grosso. “Muitas pessoas me ligaram dizendo que é possível que nós possamos vencer está eleição, e eu quero dizer que nós ganharemos estas eleições”, afirmou.

Confiante na eleição, Taques afirmou que no Senado Federal irá representar todo o Estado e não só alguns segmentos. “Nós ganharemos essa eleição, porque Mato Grosso é único, é um Estado só […] Eu serei senador da república, representante do Estado, não serei senador de segmentos, não serei senador de pessoas”, disse.

A suplência, até o momento não foi divulgada, situação problema que gerou grande desgaste na última eleição ao Senado que ele pleiteou. No entanto, segundo Taques, será indicada pelo Cidadania. Apesar disso, Pedro afirmou que seu partido já conta com alianças suficientes para lhe garantir um bom tempo de TV.

O ex-governador afirmou que, no Senado, irá lutar em defesa do funcionalismo público, e que, somente hoje, ele recebeu apoio de cinco sindicatos. Disse também que 90% da população mato-grossense conhece tanto seus defeitos, quanto suas qualidades, entretanto, ele não tem medo de enfrentar as adversidades.

“Eu entendo que servidor público é fundamental. Tem candidato que não acha. Inclusive isso será discutido no Senado. Nós debateremos isso no Senado, a reforma, por exemplo, será debatida no Congresso Nacional […] Teremos dificuldades sim, mas faremos compromissos com o cidadão, que serão cumpridos, como eu fiz durante 4 anos no Senado e depois no mandato de governador”, discursou o candidato.

Pedro afirmou que a eleição não será fácil, mas lembrou que os mato-grossenses o conhecem e sabem que ele não tem medo de enfrentar adversidades. “Não nasci com medo. Não tenho medo de enfrentar as dificuldades. Nós faremos compromissos com o cidadão, e estes serão cumpridos, como fiz durante os quatro anos no Senado e depois no mandato de governador”, disse.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 17 de setembro de 2020 às 12:14:00