https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/10/unnamed.jpg

CORRUPÇÃO

Éder Moraes é condenado a 18 anos de prisão e indenização de R$ 136 milhões

O ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso Éder Moraes foi condenado a 18 anos e quatro meses de prisão, inicialmente em regime fechado, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, e ao pagamento de indenização no valor de R$ 136,1 milhões. O G1 tenta ouvir a defesa de Eder Moraes.

Além da indenização, ele foi multado em 5.120 salários mínimos, que somam R$ 5.350 milhões.

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF), há provas de que em meados de 2010 Éder Moraes tinha uma dívida de R$ 20 milhões com uma instituição financeira clandestina de propriedade de Junior Mendonça, dinheiro que era utilizado pelo grupo político que representava.

As dívidas então foram assumidas por empresários do segmento de transporte, sob a promessa do reconhecimento de crédito tributário de ICMS com o setor.

Na decisão condenatória, o juiz federal da 5ª Vara Federal em Mato Grosso Jeferson Schneider diz que “por meio desse arranjo fiscal, parte dos créditos tributários de ICMS com os quais foram beneficiadas as empresas transportadoras, capitaneadas por uma transportadora, seriam “devolvidos”, ou seja, seriam utilizados para amortizar a dívida havida no interesse do grupo político que Éder de Moraes Dias representava”.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 1 de outubro de 2020 às 20:26:35