https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/05/343666.jpg

ENSINO A DISTÂNCIA 

Ulysses quer saber se MT está adaptando aulas remotas das crianças com necessidades

ANGELO VARELA / ALMT

O deputado Ulysses Moraes solicitou de informações do governo do Estado de Mato Grosso sobre as condições de acessibilidade às crianças que possuam alguma necessidade especial durante o período de ensino remoto emergencial. O parlamentar quer saber quais são essas medidas e como elas estão funcionando.

“Infelizmente, o ensino a distância não é para todos. Existe uma falta de acessibilidade nas aulas remotas. E esse problema se torna maior quando pensamos nas crianças com necessidades especiais. Precisamos saber como estão sendo realizadas as aulas para elas e se existe algum tipo de adaptação”, disse Moraes.
O requerimento ainda questiona o governo do Estado de Mato Grosso sobre o que está sendo realizado para que as crianças especiais tenham o mesmo nível educacional em relação às outras. E, além disso, se existem políticas públicas inclusivas, em andamento, durante este período de ensino remoto emergencial.
“Recebemos diversos relatos e queixas de pais falando sobre a falta de adaptação das atividades a distância para a criança com deficiência. A verdade é que as escolas tiveram de se adaptar, às pressas, para oferecer ensino remoto por causa da pandemia do coronavírus. Mas a inclusão da criança com deficiência, que já não ocorria como deveria, parece ter sido esquecida. Precisamos de mais políticas de inclusão principalmente nesse momento”, enfatizou o parlamentar.
Vale destacar que a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) divulgou durante a pandemia uma lista de recomendações às escolas para o ensino a distância, prevendo a inclusão de pessoas com deficiência. Entre os recursos estão plataformas acessíveis, leitores de tela, aulas em libras para alunos surdos e materiais adaptados.
“Precisamos fiscalizar e saber quais estão sendo as alternativas buscadas pelo Governo de Mato Grosso para o atendimento adequado das crianças que possuam alguma deficiência que as dificultam nas aulas administradas online durante esta pandemia”, finalizou o deputado.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 5 de outubro de 2020 às 11:43:35
  • 5 de outubro de 2020 às 11:42:32