https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/10/WhatsApp-Image-2020-10-29-at-09.34.25.jpeg

BARATEAR CUSTOS

Leitão defende incentivos para estados produtores de energia

Edson Rodrigues

Em bate-papo ao vivo com o presidente da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT), Gustavo de Oliveira, na quarta-feira (28.10) o candidato ao Senado Federal Nilson Leitão (PSDB) defendeu que estados produtores e exportadores de energia elétrica, como Mato Grosso, recebam incentivos que possibilitem baratear os custos para o setor produtivo e consumidor final. Além disso, caso eleito, votará contra o aumento de impostos e a favor de uma renovação na legislação ambiental.

Para Leitão, os estados que produzem energia elétrica deveriam receber incentivos como forma de reconhecimento como acontece com o petróleo.

“Mato Grosso hoje é exportador de energia elétrica e tem uma das piores distribuições dentro do estado. Um exemplo é Aripuanã, que tem quatro usinas e muitas vezes falta energia. O estado produtor de energia deveria receber, pelo menos, um retorno através da diminuição da taxação. Nós não podemos ser apenas aquele que vai produzir para salvar os outros estados. Justo seria produzir e ter um reconhecimento econômico por isso”, defendeu.

Sobre a modernização da legislação ambiental, Leitão foi enfático ao dizer que esse é um tema prioritário para o desenvolvimento da logística e do país.

“O que antecede os problemas de logística no estado é a questão da legislação ambiental, que está em cima da mesa da Câmara desde 2018 e ninguém tirou isso da gaveta. Em minha opinião, é um dos temas mais urgentes no Brasil: o de modernizar, simplificar e desburocratizar essa legislação que emperra o desenvolvimento do nosso estado.

Leitão também defende a reforma tributária e administrativa, a diminuição do tamanho da máquina pública e pretende reapresentar o projeto de lei que retira PIS/Cofins do óleo diesel.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 29 de outubro de 2020 às 15:25:29
  • 29 de outubro de 2020 às 15:24:11