https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/11/21c7d62c00e03b30db024ae8882c1960.jpg

DENTES ARRANCADOS

Homem foi torturado e morto por “pegar” mulher de membro de facção

REPRODUÇÃO

Duas pessoas envolvidas nos crimes de tortura, homicídio e ocultação de cadáver ocorridos no município de Arenápolis (258 km a médio norte de Cuiabá) foram presas pela Polícia Civil, na segunda-feira (2).

Outras duas pessoas também envolvidas nos crimes foram identificadas pela polícia e estão foragidas.

O crime que vitimou Márcio Andreotti, de 33 anos, ocorreu no sábado (31), sendo o corpo da vítima localizado na segunda-feira (2), em uma região de mata na estrada de Nortelândia.

As investigações iniciaram após a Polícia Civil ser acionada sobre o desaparecimento da vítima, que possivelmente teria sido assassinada. A vítima estava em uma boate da cidade, quando foi abordada por um dos suspeitos que o retirou do local.

Durante as diligências, os policiais identificaram envolvidos no crime e a residência onde teria ocorrido o fato. No local, foram encontradas manchas de sangue nas paredes da sala e no sofá.

Dentro do guarda-roupas foram localizados seis dentes humanos, três deles teriam sido arrancados da vítima durante tortura.

Dois dos suspeitos foram detidos, sendo identificado o envolvimento na ocultação do corpo. Em depoimento, eles contaram que a vítima foi torturada e depois morta, durante um “salve” que sofreu por ter se relacionado com a esposa de um dos autores do crime, que encontra-se foragido.

Segundo o delegado de Arenápolis, Marcello Henrique Maidame, quatro pessoas já tiveram a participação identificada no crime, sendo representada pela prisão preventiva de todos os envolvidos.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 5 de novembro de 2020 às 11:50:48