https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/12/13511ddd737fd3c9d4f7977fe1dbbcd1.jpg

19 ANOS DE PRISÃO

Justiça condena homem que matou garota de programa durante sexo

Um homem acusado de matar uma jovem de 27 anos, em Rondonópolis, na região sul do estado, em julho de 2018, foi condenado nessa quinta-feira (3), a 19 anos e quatro meses de reclusão pelo homicídio triplamente qualificado.

O crime foi registrado em um imóvel no centro de Rondonópolis, local insalubre e popularmente conhecido pela presença de garotas de programa que utilizam o endereço para realizar suas atividades.

Na ocasião, a vítima foi encontrada morta e a perícia apontou esganadura como a causa morte.

Na denúncia, o Ministério Público Estadual diz que a vítima era garota de programa e trabalhava com outras mulheres na Avenida Arnaldo Estevão, no município.

Consta na sentença, que no dia dos fatos, o réu combinou um programa com a jovem pelo valor de R$ 100, ocasião em que se dirigiram ao quarto dos fundos de um bar.

Kamila foi encontrada morta nua sobre uma cama — Foto: TVCA/Reprodução

Durante a relação sexual, a garota manifestou alguma irritação e desconforto com a suposta demora do réu para ejacular. Irritado, ele usou as próprias mãos para esganar a vítima, que morreu por asfixia.

Kamila foi encontrada morta nua em cima de uma cama, no quarto do estabelecimento.

Durante as investigações, os policiais civis conseguiram chegar ao autor do crime. Foi pedida a prisão dele. O mandado de prisão foi cumprido quando ele andava pelo Bairro Vila Operária, em Rondonópolis.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 4 de dezembro de 2020 às 19:52:39