CONTRA COVID

Ulysses faz cobranças sobre logística de vacinação em MT

O deputado Ulysses Moraes apresentou um requerimento pedindo informações ao governador de Mato Grosso e a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) sobre a elaboração de um Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 no Estado. O parlamentar pediu detalhes sobre um plano de logística para distribuição da vacina.

“Precisamos saber o que está sendo feito pelo Governo do Estado de Mato Grosso e o que já foi providenciado. Até porque, tivemos durante a pandemia, respiradores que ficaram uma semana parados após ter chego em nosso Estado. Enquanto isso, morriam morreram mais de 100 pessoas naquela semana e havia falta de respiradores nos hospitais. Dessa vez, não podemos mais admitir que insumos fiquem parados na Secretaria de Saúde por falta de logística”, disse Moraes.

O parlamentar questiona no requerimento se já tem organizada a logística necessária para distribuição interna e armazenamento das vacinas contra a covid-19 que serão disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. Além disso, se há câmaras frias e freezers devidamente estruturados e em número suficiente para o devido armazenamento das vacinas. Bem como, se existem insumos necessários para aplicação, como as seringas e agulhas.

“Há uma estimativa de que até o final de janeiro inicie a distribuição, mas assim que chegar essas vacinas em Mato Grosso, quanto tempo, por exemplo, vai demorar a chegar em Guarantã do Norte?”, questiona o deputado.

Segundo o Ministério da Saúde, a partir da confirmação da Anvisa, serão liberadas as vacinas contra a Covid-19 na rede de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) para grupos prioritários. Assim, as diretrizes do plano nacional devem vir acompanhadas de um planejamento participativo dos programas estaduais de imunização de todas as unidades federadas, com articulação direta com as Secretarias Estaduais de Saúde para que a campanha de vacinação e imunização consiga êxito.

“Por isso, é fundamental que nosso Estado organize o quanto antes uma logística de vacinação em massa. E é justamente isso que estamos cobrando. Precisamos estar preparados para quando a vacina for liberada em nosso país”, finalizou Moraes.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 6 de janeiro de 2021 às 11:51:31
  • 6 de janeiro de 2021 às 11:32:38