https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/01/c845c6daf3a989e9f731550ddc1562d3.jpg

SUA VIDA EM 1º LUGAR

TCE visita instalações do Centro de Vacinação contra a Covid-19 em Cuiabá

Luiz Alves

Na manhã desta sexta-feira (22), auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE) conheceram a estrutura montada no Centro de Eventos do Pantanal, para executar a campanha municipal de imunização “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, contra a Covid-19. Nesta primeira fase de vacinação, apenas trabalhadores da saúde que estão na linha de frente da pandemia estão sendo imunizados.

Até a manhã de hoje, quase mil trabalhadores já haviam sido vacinados. Foram disponibiliizadas 8.027 doses da vacina e os agendamentos estão sendo realizados através do endereço eletrônico https://vacina.cuiaba.mt.gov.br/.

O secretário de Controle Externo de Saúde e de Meio Ambiente do TCE, Marcelo Takao e os supervisores de Controle Externo, Luiz Otávio Esteves e Felipe Favoreto foram recebidos pela coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Valéria de Oliveira, que explicou quanto ao funcionamento do sistema de imunização contra a Covid-19, que teve início na última quarta-feira (20).

“Optou-se por imunizar os profissionais que estão à frente da covid, porque são os que nos atendem, a pandemia está ai, os casos aumentando, os óbitos também, e a gente precisa desse pessoal saudável e trabalhando para atender a população. Porque esse processo de vacinaçao deve durar até 2022, não vai ser uma coisa rápida”, explicou a coordenadora.

Os auditores fizeram um tour pelos locais de controle dos imunizados, passaram pela a ala de TI (Tecnologia da Informação), em seguida foram à sala onde ocorre a vacinação, depois no observatório de estabilização, que foi instalado para casos de reações, e por fim, na sala de pós-vacina, onde o profissional imunizado precisa aguardar pelo menos 30 minutos após ser vacinado.

“Estamos aqui pela sociedade, a sociedade paga a gente para estar aqui fiscalizando e temos que dar uma resposta. Mas vocês todos estão de parabéns, conseguiram montar uma ótima estrutura em tempo recorde”, disse o supervisor Felipe Favoreto.

A secretária de Saúde do Município Ozenira Félix afirma que ficou contente com a visita do TCE e convida mais órgãos de controle também visitem a estrutura da campanha. “Nós estamos trabalhando no sentido de ser o mais transparente possível e nesse caso com a visita do TCE e ontem (21) nós tivemos a visita da vereadora Edna Sampaio, também já tivemos a visita do vereador Diego Guimarães, e isso é muito importante. Nós esperamos que todas as unidades de controle, que os vereadores e os deputados nos visitem. Isso valoriza o trabalho da nossa equipe, que tem feito um trabalho transparente, dedicado e muito organizado. Além disso a população também pode acompanhar através do portal da covid, no site da prefeitura”.

A coordenadora Valéria, apresentou aos auditores planilhas e mostrou o sistema de trabalho que a Secretaria de Saúde, adotou para evitar que “furem fila”, bem como plano de controle das pessoas que já foram imunizadas, atualizando diretamente o sistema do Ministério da Saúde.

“Foi pedido para os hospitais mandarem listas com os nomes dos que estão atuando no combate ao coronavírus, com a assinatura dos diretores se responsabilizando em caso de pessoas que estiverem com os nomes lá que não fazem parte desse grupo. Além disso, é preciso fazer o agendamento prévio através do link disponibilizado pela prefeitura e ter o nome no cadastro de funcionários do Ministério de Saúde. Não basta somente chegar aqui com nome na lista, que não vai se vacinar. É um sistema rigoroso, árduo, mas necessário”.

A vacinação está sendo realizada no Centro de Eventos do Pantanal, de segunda a domingo, das 7h às 22h.

Veja como funciona:

Registro

É o local onde é feito o lançamento do paciente no sistema do Ministério da Saúde. Para isso, é obrigatória a apresentação do número do cartão SUS. “A gente precisa registrar porque o paciente não registrado não pode receber a vacina. Há o controle do lote. O rigor do controle está muito grande, por isso, essa informatização via Ministério da Saúde”, explica Luciana Victória.

Setor de Vacinação

Estão disponibilizadas 11 mesas para aplicação da vacina. Profissionais da Vigilância Epidemiológica estão monitorando as temperaturas das caixas térmicas que ficam nessas mesas dos aplicadores da vacina. A temperatura não pode ser menor que 2 graus e maior que 8 graus. A ala de vacinação fica ao lado da câmara fria, que tem acesso restrito, onde ficam armazenadas as doses da vacina e todos os insumos necessários para aplicação (seringas e agulhas) por dia.

Pós-vacina

Após receber a vacina, a pessoa é direcionada a um espaço onde deve aguardar por 30 minutos que que, em caso de reação adversa à vacina, receba atendimento médico imediato. Para isso, o polo central de vacinação conta com quatro leitos de retaguarda e equipe de emergência com ambulância. “Reação é uma coisa rara, mas, como é uma vacina nova, a gente precisa manter esse protocolo recomendado na bula”, afirma a supervisora da campanha de vacinação e gerente da Vigilância Epidemiológica de Cuiabá, Flávia Guimarães.

Ela ressalta que, em todas as etapas do atendimento, a pessoa é orientada sobre a necessidade de duas semanas após receber a primeira dose, faça o agendamento e retorne para tomar a segunda dose da vacina, pois somente assim é concluído o processo de imunização contra a Covid-19.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *