https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/02/1612303473-fakenews.jpg

EDUCAÇÃO ESTADUAL

Sintep desafia Mauro a comprovar mentira de turmas com 3 alunos

Reprodução - Fake News

O governador Mauro Mendes usou da tribuna na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, durante a abertura dos trabalhos na Casa de Leis nesta terça-feira (02/02), para espalhar Fakenews. Ele afirmou categoricamente que “escolas estaduais teriam criado mais de mil turmas com cerca de 3 a 5 alunos, com objetivo de contratar mais profissionais da educação, sem necessidade”.

O chefe do executivo mato-grossense, mais uma vez, discursa de maneira leviana, usando um argumento mentiroso para justificar o desmonte da educação pública com o que chama de “reordenamento de turmas”, que nada mais é do que o fechamento de unidades escolares, amontoando, em plena pandemia, estudantes das escolas fechadas, realocando-os em outras que já funcionavam com lotação máxima.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Valdeir Pereira, destaca a infâmia nas declarações do governador que, ao invés de dar o exemplo, espalha fakenews. “É absurda essa afirmação porque, para formações de turmas e autorização para abertura das mesmas, existem diversas normatizações, tanto da Seduc quanto do Conselho Estadual de Educação. Somente após a formação das turmas é autorizada a inclusão para atribuição. Desafiamos o governador a revelar onde estão ou estavam essas turmas compostas com 3 a 5 estudantes?”, disse.

O dirigente sindical ainda citou a questão das turmas das escolas rurais, quilombolas e indígenas que costumam formar-se com quantidades reduzidas de estudantes. “Ainda assim, nas escolas rurais, indígenas e quilombolas, para atribuição, existem as turmas multisseriadas, ou seja, unem-se diversos alunos de anos diferentes numa mesma turma. Por isso, afirmamos que nem mesmo nestas escolas há professor trabalhando com 3 ou 5 estudantes”, declara Valdeir.

A entidade sindical, além de desmascarar o discurso politiqueiro e mentiroso do governador, ainda desafia Mendes a denunciar escolas onde supostamente haveria tais turmas. “Essa é mais uma acusação sem nenhum fundamento com o objetivo de denegrir o trabalho sério desenvolvido pelos gestores das unidades escolares. Se há fraude nesse sentido e ele tem conhecimento, sua obrigação é implementar imediatamente as medidas saneadoras e promover a punição dos culpados”, enfatizou o presidente do Sintep-MT.

O Sintep-MT ainda destaca que, ao passo em que o governador usa de fakenews para discursar na Assembleia, deveria explicar aos parlamentares e à população, “porque Mato Grosso não tem um Plano Estadual de Educação, dá calote na RGA e LC 510/2013 (Lei da Dobra do Poder de Compra) e também deveria explicar à sociedade sobre a prisão de um assessor na Casa Civil envolvido em corrupção?”, finalizou.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 3 de fevereiro de 2021 às 12:47:36