https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/02/images-1.jpg

LEI SOCIOASSISTENCIAL

Vereador propõe criação de creche para idosos em Cuiabá

REPRODUÇÃO

O vereador Rodrigo Arruda e Sá (Cidadania), apresentou um Projeto de Lei que propõe criar o Programa Creche do Idoso em Cuiabá. Com o objetivo de criar um ambiente seguro aos cuiabanos e proporcionar à capital visibilidade nacional com o programa de assistência a idosos em um novo formato, o parlamentar ressalta a importância do projeto.

“Criei o projeto para que o idoso possa ter um espaço de acolhimento. O lar vai receber o idoso a partir das 7hs da manhã. Ele terá um café, depois almoço balanceado por nutricionista. À tarde, ele terá atividades curriculares, hidroginástica, aulas de dança, atualidades, entre outras. Será acompanhado por enfermeiro e assistente social, enfim, a creche terá tudo que promove o bem- estar e interação”, explicou o parlamentar.

O vereador afirma que a proposta irá tornar Cuiabá a primeira cidade do Brasil a prestar essa assistência aos idosos. O parlamentar afirmou ainda que está articulando com a bancada federal a viabilização de emendas parlamentares para implementar o projeto.

O projeto de lei, também propõe englobar a Prefeitura “poderá firmar convênios com empresas privadas e entidades para a manutenção e criação das creches“, destinando, obrigatoriamente, “um número de vagas para famílias de baixa renda que não tenham com quem deixar os idosos que vivem com elas, quando os familiares saem para trabalhar”.

A proposta destina as vagas a idosos com idade a partir de 60 anos, o candidato a vaga na creche precisa residir em Cuiabá e se selecionado, obterá assistência das 8haté às 17h.

O projeto tem como “objetivo proporcionar ao idoso e a seus familiares, bem-estar social, melhor qualidade de vida e integração social”, o vereador salienta que para cuidar dos seus idosos, é comum parentes abandonarem o trabalho que, muitas vezes, “é a única fonte de renda do lar”.

Além disso, geralmente, o vereador aponta as dificuldades encontradas por idosos que ficam em casa, os quais tendem a se machucar com mais frequência além de esquecerem os horários corretos de tomarem remédios ou se alimentar de forma adequada, pensando nisso o vereador comenta “Quando ficam sozinhos em casa em razão da mobilidade reduzida além dos acidentes, o idoso tem dificuldade para se alimentar, tomar medicamentos e até mesmo fazer a higiene pessoal, pois são total ou parcialmente dependentes dos seus familiares”, destaca.

Na justificativa do projeto o parlamentar elenca que, de acordo com os dados coletados pelo IBGE, em 2014 com uma população de pouco mais de 3 milhões de pessoas, residente em Mato Grosso, 11% era idosa, e deste percentual 5% contava mais de 70 anos.

Desses 5%, mais da metade necessitam de algum serviço ou benefício socioassistencial sendo que, uma parcela considerável desse universo se apresenta dentro de um perfil considerado de extrema pobreza, ou seja, “possuem rendimento médio domiciliar por pessoa equivalente a até R$ 77,00 por mês”, ressaltando a importância da cidade adotar as medidas propostas por este projeto, observa Rodrigo Arruda.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO