https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/02/Screenshot_3-6.png

LEGADO DA COPA

Governador devolve ‘filho feio’ para Pinheiro e gesticula propina em paletó

O governador do estado de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), afirmou na manhã desta sexta-feira (19), que a função de fiscalizar às obras da Copa do Mundo em 2014 eram da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), e não da prefeitura de Cuiabá (Mauro era o prefeito à época), função que deveria ser exercida pelos deputados.

LEIA: Stopa diz que trincheira da Miguel Sutil será interditada por 7 meses

O chefe do executivo rebateu as críticas realizadas pelo atual prefeito da Capital e adversário político, após ter sido acusado de ter permitido que o Governo do Estado realiza-se obras porcarias para a Copa do Mundo.

Mauro foi incisivo e devolveu o ‘filho feio’ para Emanuel Pinheiro, classificando-o como grande culpado: “Ele como presidente da comissão de fiscalização das obras da Copa permitiu que o governo (realiza-se obras mal feitas). Quem fiscalizava o governo era ele como deputado, e não fiscalizou”, afirmou ele.

LEIA: Intervenção na Trincheira Jurumirim deve ser liberada após município aprovar projeto

Mendes ainda pontuou que não era a função da prefeitura fiscalizar essas obras. “Porque quem fiscaliza o governo do Estado é a Assembleia Legislativa, não é prefeitura de um município. Será que ele não fiscalizou na época porquê? Será que tem alguma coisa a ver?(governador gesticula e coloca a mão no paletó)”, disse ele.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 19 de fevereiro de 2021 às 19:28:51