https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/02/7aeae670734052a3957c355c53982244.jpg

REFERENTE A 2018

Marido de ex-candidata tem bens bloqueados por dívidas de campanha

O juiz da 6ª Vara Cível, Jones Gattass Dias, determinou nesta terça-feira (23), o bloqueio on-line de R$ 50,8 mil em bens do tenente-coronel da Polícia Militar, Wanderson Nunes de Siqueira.

A ação se refere a uma dívida de campanha que o policial adquiriu em 2018, quando concorreu a uma vaga para deputado federal. Wanderson Nunes Siqueira é marido da ex-candidata ao Senado, Coronel Fernanda (Patriota).

De acordo com os autos do processo, a dívida teria sido contraída junto à Gráfica Print, nas eleições de 2018. Os documentos, contudo, não revelam maiores informações sobre a natureza do débito.

“Assim, considerando que o devedor/executado foi devidamente citado (Id. 20650410), defiro o pedido, ordenando sejam bloqueados eventuais valores existentes em conta corrente em nome da parte executada ELEICAO 2018 WANDERSON NUNES DE SIQUEIRA DEPUTADO FEDERAL, CNPJ n. 31.236.546/0001-70, até o valor de R$ 50.888,73 (cinquenta mil, oitocentos e oitenta e oito reais e setenta e sete centavos)”, escreveu o juiz.

Na disputa ao pleito para o Congresso Nacional, Wanderson Nunes concorreu pelo Partido Verde (PV). O militar chegou a angariar mais de 11 mil votos, mas no número não foi suficiente para elege-lo à Câmara.

Já em 2020, a família do tenente-coronel sofreu mais uma derrota. A esposa dele, Coronel Fernanda, tentou dar início à carreira política concorrendo a uma vaga no Senado, deixada pela senadora cassada Selma Arruda (Podemos).

A candidata do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), também é policial militar, e chegou a ficar em segundo lugar na disputa, mas perdeu o cargo para Carlos Fávaro (PSD).

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 26 de fevereiro de 2021 às 13:28:43