https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/07/6b6e9946fa5a57c36f3f354a9105f403.jpg

35% DE PÚBLICO

Pinheiro diz respeitar AL mas vai recorrer a PGM sobre público nos estádio

Luiz Alves

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) disse estar em dúvida quanto ao que cabe a jurisprudência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) no que tange a decisão de autorizar a presença de 35% da capacidade de público na Arena Pantanal: “Respeito a Assembleia e respeito a preocupação dela, mas quem define isso no período de crise sanitária é a maior autoridade sanitária do município”.

O emedebista pontuou isso na tarde desta terça-feira (20), em uma coletiva na Secretaria Municipal de Educação, que em sua concepção, a medida cabe ao executivo municipal, mas irá se embasar em estudos junto da Procuradoria Geral do Município (PGM) para averiguar a situação.

Quando questionado sobre a lei criada na Assembleia mato-grossense, o prefeito cuiabano logo se adiantou e afirmou não ser polêmico. Todavia, busca defender os interesses da capital e portanto, buscou auxílio da PGM para solucionar o impasse, uma vez que de acordo com ele, a competência para a decisão é da maior autoridade sanitária do município, ou seja dele e não dos parlamentares.

Eu não sou polêmico, eu sou por Cuiabá e pelo povo cuiabano e não abro mão das minhas prerrogativas. Eu até pedi pra PGM, assim que ouvi da imprensa a aprovação da lei. Respeito a Assembleia e respeito a preocupação dela, mas quem define isso no período de crise sanitária é a maior autoridade sanitária do município. Eu tenho a impressão que uma lei estadual não pode definir, não pode ir contra um decreto municipal. Mas para não dizer que eu tô querendo, e eu jamais quero ir contra a Assembleia, jamais, tenho muitos deputados amigos“, disse o prefeito.

Sobre a Arena Pantanal ser responsabilidade do governo de Mato Grosso, Pinheiro de cara respondeu “sim, mas tá dentro da onde? Eu não posso falar da arena, agora eu posso autorizar por exemplo se a autorização é minha não é porque o próprio é estadual que ele pode colocar lá 50 mil pessoas. Ou 35%, não é isso? Tá dentro de Cuiabá. Não é porque o próprio é estadual que você vai lotar de gente lá“, disparou Emanuel.

O governador Mauro Mendes (DEM) têm sinalizado que irá sancionar a lei da ALMT, diante disso, o prefeito se mostrou preocupado e pediu calma para as autoridades, já que a Arena tem capacidade de acomodar aproximadamente 41 mil torcedores, e de acordo com a medida prevista pela casa de leis, 35% dessa capacidade será autorizada a assistir os jogos. Em torno de 14.350 mil pessoas. O que apesar da baixa porcentagem, pode gerar muita aglomeração.

Isso me preocupa, você começa a combater aquilo, tomar várias medidas para evitar a propagação do vírus, ou a disseminação de uma nova variante. Aí daqui a pouco vem, você coloca 35% de 45 vai dar o que? 12, 13, 15 mil pessoas? vamos botar aí mais ou menos. Pelo amor de Deus! Você vai juntar 15 mil pessoas em um único local, mesmo ponto? Calma. Calma, entendeu? Se eu estou com essa preocupação em sala de aula você imagina em um estádio“, declarou ele.

Além disso, Emanuel afirma dispor de dados que comprovam que Cuiabá precisa de atenção especial quanto ao contágio da população com o Coronavírus, pois diante de estimativas, o ritmo é de tendência para o crescimento do contágio

Eu estou vendo o comportamento do vírus aqui, eu tô acompanhando, eu tenho números, eu tenho dados. Ele não está mais naquela linha estável para tendência de queda não. Ele está em uma linha estável com tendência de leve para a segunda semana consecutiva de crescimento e é motivo de desespero? Ainda não porque está bem leve, mas é assim que começa, leve“, diante disso, completa:

Nesse momento a lei da Assembleia não implicaria em nada, agora daqui a uma semana, duas semanas, eu não sei. E a prerrogativa é do prefeito, é só isso que eu acho“, finalizou.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 21 de julho de 2021 às 16:52:25