https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/05/9A1A1439.jpg

TRANSPORTE

Mauro justifica demora no lançamento do projeto básico do modal BRT

Mayke Toscano/Secom-MT

O governador Mauro Mendes (DEM) justificou nesta quarta-feira (11), que o Ônibus de Transporte Rápido (BRT) não teve seu projeto básico lançado no mês de julho, como era previsto, em razão da minuciosa análise que vem sendo feita pela gestão e por conta da dificuldade enfrentada pela equipe do governo em se manter alinhada presencialmente diante de casos de Covid-19, frequentes em setores governamentais.

O chefe do Executivo mato-grossense argumentou sobre essa situação em uma coletiva de imprensa no Palácio Paiguás, durante a entrega de novos ônibus escolares para municípios do Estado. Mendes destacou que está cuidando detalhadamente do projeto para que não haja dúvidas, ou interpretações equivocadas quando o projeto autorizar a licitação.

O que está acontecendo nesse momento é que nós estamos melhorando muito detalhe deste projeto básico, para tentar evitar dúvidas depois de interpretações e algumas confusões após essa contratação e com isso a gente deve finalizar aqui o que está nos últimos detalhes de finalização do projeto de engenharia, para autorizar a licitação“, disse o democrata.

Além disso, o governador ressaltou que os casos de Covid-19 na equipe prejudicam o desenrolar do processo de análise, já que, de acordo com ele, em home office há uma quebra de ritmo do trabalho, afetando assim o desempenho. Entretanto, Mendes afirmou que mesmo diante desse imbróglio, a situação encontra-se muito melhor do que já foi.

Nós já prestamos todas as licitações que foram solicitadas pela Caixa Econômica e, infelizmente nesses tempos de Covid, gente, tem dias aqui que você pega lá, ontem mesmo, teve um setor aqui que tinha 30 pessoas com Covid, aí vai todo mundo pra casa, teletrabalho e isso dificulta muito. Nós estamos tendo muita dificuldade em tocar todos os processos que são necessários, principalmente nesse período de pandemia que tem afetado muito esse desempenho. Mas, mesmo assim, acho que está muito bom perto do que já foi“, declarou.

Por fim, o gestor pontuou em que fase estaria o projeto, além de explicar acerca do processo licitatório, o qual seguirá o sistema de Regime Diferenciado de Contratação Integrada, no qual cabe ao Executivo a responsabilidade acerca da empresa vencedora da licitação.

Eles estão na fase final do projeto básico que é para um RDCi (Regime Diferenciado de Contratação Integrada) que é um modelo de licitação onde o executivo fica por conta da empresa vencedora, é um sistema que está sendo utilizado no Brasil, no Rodoanel, no Hospital Julio Muller também é assim, eles representam os projetos básicos, com ele você licita e o executivo fica por conta da empresa ganhadora“, disse Mendes.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 12 de agosto de 2021 às 17:34:07
  • 12 de agosto de 2021 às 15:14:08