https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/09/[email protected]021-1.jpg-1.jpg

ALVO DE PROCESSO

Afastado, Delegado Da Cunha diz que trabalhará “com caveira de justiceiro”

reprodução

Alvo de processo administrativo na Polícia Civil, o delegado Carlos Alberto da Cunha pede se investigue o patrimônio do delegado-geral Ruy Ferraz e diz que o governador João Doria (PSDB) quer torná-lo inelegível.

“Não tenho processo por corrupção nem patrimônio. Doutor Ruy mostra seu patrimônio, explica ele todo (…). Sabem por que instauram inquérito policial? Não é para prender. Ele quer deixar inelegível. Doria está com medo deste preto aqui virar governador”, disse o delegado, mais conhecido como Da Cunha, em transmissão ao vivo no YouTube e no Instagram.

Segundo ele, o medo do sistema é um homem negro de 44 anos vire governador de São Paulo e passe a comandar o orçamento. “O medo é perder o controle de R$ 250 bilhões”, diz.

O delegado, que é dono do maior canal policial brasileiro no YouTube, foi afastado das operações de rua e teve armas e distintivo recolhidos em julho, após ter chamado policiais de “ratos”. Em seguida, ele tirou férias, se afastou do órgão e se filiou ao MDB. Agora, ele diz que vai fazer reportagens investigativa para cobrar providências das autoridades.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 23 de setembro de 2021 às 18:53:33