https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/06/0ebb2c97ad585d1e29b0a296c7e31de0.jpg

MONITORAMENTO

SMS divulga o 25º Informe Epidemiológico de 2021 sobre a Covid-19

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

Luiz Alves

Após cerca de um ano e meio da pandemia de Covid-19, o Brasil acumulava, em 25 de setembro, 21.343.304 casos e 594.200 mortes. Mato Grosso registrava 531.159 casos e 13.522 óbitos, indicando aumento de 1,4% dos casos (523.942) e 1% de óbitos (13.391) em duas semanas.

Nas últimas semanas, pode-se ratificar a tendência de melhora da pandemia no Brasil, com manutenção de queda nos indicadores de incidência, mortalidade por Covid-19, taxas de ocupação de UTI adulto no SUS e de transmissão do vírus. Tal cenário revela que a campanha de vacinação está atingindo um dos seus principais objetivos, isto é, a redução do impacto da doença, produzindo menos óbitos e casos graves. No entanto, sem o bloqueio da transmissão da doença.

Mato Grosso e Cuiabá, assim como 25 estados e 22 capitais, se encontram fora da zona de alerta quanto à taxa de ocupação de leitos de UTI, com menos de 50% de taxa de ocupação, apontando para a melhora do quadro pandêmico.

Por outro lado, é necessário organizar a atenção primária e especializada para os cuidados à Covid longa, de caráter multissistêmico, ainda pouco conhecida, mas que tem demonstrado necessidade de resposta aos casos que têm, frequentemente, emergido.

Desde o registro dos primeiros casos em Cuiabá, a Secretaria Municipal de Saúde, com apoio de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso, publica o Informe Epidemiológico sobre a Covid-19, com o objetivo de monitorar o padrão de morbidade e mortalidade e descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG pelo SARS-Cov-2 em residentes no município de Cuiabá. Este é o 62º informe produzido, no qual apresentamos as informações desde a data da notificação do primeiro caso em Cuiabá até a 38ª Semana Epidemiológica (SE), compreendendo o período de 14 de março de 2020 a 25 de setembro de 2021.

Destaques do período de 14 de março de 2020 a 25 de setembro de 2021

– Foram registrados 110.504 casos de Covid-19 em residentes de Cuiabá, 95,7% recuperados; 9.727 internações e 3.488 mortes. Nas duas últimas semanas (SE 37 e SE 38) foram notificados 773 casos, 58 internações e 36 óbitos.

– Apesar da tendência de redução no número de óbitos nos meses de maio, junho e julho (SE 18 a SE 30; 02 de maio a 31 de julho de 2021), houve um aumento no quantitativo de óbitos nas duas primeiras semanas de agosto (48 e 55 óbitos nas SE 31 e 32, respectivamente) e redução nas duas últimas semanas (41 e 36 óbitos nas SE 33 e 34, respectivamente) e que se manteve no mês de setembro (16, 28, 18 e 18 óbitos nas SE 35 a 38, respectivamente).

– O número de casos registrados até o dia 25 de setembro está 4,7% acima do esperado para o final do mês no cenário intermediário projetado, e 29,6% superior ao melhor cenário.

– Entre os pacientes internados com evolução do caso, 41,1% dos idosos (1.612/3.885), 18,0% (990/5.546) dos adultos, e 8,4% (16/241) das crianças e adolescentes foram a óbito.

– A média diária de óbitos observadas nas SE 37 e 38 (2,6 óbitos/dia) é inferior a observada em agosto (6,5) e em julho (4,5).

– Em 25 de setembro, comparado a duas semanas (11 de setembro), observamos redução da taxa de ocupação de leitos de UTI adulto (30,8%) e de leitos de enfermaria (15,4%) e aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI infantil (25,0%) na capital.

– A taxa de transmissão do vírus nas SE 36 e SE 37 foi estimada em 0,79, a segunda menor taxa desde o início da pandemia.

– Até 25 de setembro foram aplicadas 647.830 doses de vacina contra Covid-19, com média de 4.683 doses/dia nas últimas duas semanas (SE 37 e SE 38).

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *