https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/09/emanuelzinho05.jpg

FELIZ ANIVERSÁRIOS

Emanuelzinho comemora recordes e envio de milhões para Mato Grosso

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

Da assessoria

O deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (PTB-MT) começou 2022 batendo recordes à frente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado.

Com margem de 175 projetos apreciados pelos membros, Emanuelzinho é um dos mais jovens a presidir a comissão e o primeiro deputado de Mato Grosso no posto. Uma alta de 14% de produtividade, em relação ao melhor período anterior.

Completando 27 anos, o parlamentar comemora além de mais um ano de vida, as conquistas do mandato por Mato Grosso. “Em 2021 levamos debates para Brasília que começaram com a gente e que repercutiram nacionalmente, como nosso projeto que reduz o ICMS dos combustíveis e também a suspensão das mensalidades do FIES. Em 2022 vamos ver projetos que hoje são lei, sendo realidade e o melhor, recursos para saúde, educação, infraestrutura e outros setores sendo investido nos municípios do nosso estado”, comemorou.

Sobre as melhorias para 2022, fruto de emendas parlamentares, Emanuelzinho destaca os investimentos para 8 campus do IFMT. “Acredito demais na educação como agente transformador de vidas e não tenho dúvidas que veremos Mato Grosso avançando em tecnologia, trabalho e especializações com os resultados dos diversos campos do IFMT”, declara o deputado.

Atento à tecnologia e aos “trends” da internet, o parlamentar compartilhou com os seguidores de redes sociais um vídeo contando sua trajetória e feitos dos primeiros anos como deputado federal.

“Meus 27 anos não cabem em um “reels” e por isso também sou grato, pois nessa lembrança que marca meu aniversário, sou presenteado com inúmeros motivos para trabalhar ainda mais”, disse em uma postagem.

Para 2022 a pauta do ICMS e a alta dos preços dos combustíveis seguem como prioridade para o deputado. “Pesou pra todo mundo e ainda segue na pauta do plenário. Não vou descansar até que possamos seguir adiante, aprovar por completo o projeto que reduz o ICMS da gasolina, álcool e diesel para quem sabe assim, aliviar um pouco o absurdo que o brasileiro tem pagado na bomba do posto”, concluiu.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 6 de janeiro de 2022 às 17:55:17