https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2022/01/00590e7bed78ae3817c405cc0c70f795.jpg

303 ANOS DE CUIABÁ

Plano Diretor entra na fase final e deverá ser entregue no aniversário

Luiz Alves

O Plano Diretor de Cuiabá entra em sua fase final de elaboração. A meta da gestão Emanuel Pinheiro é entregá-lo no aniversário de 303 anos da capital, em abril. O Plano tem impacto direto nas esferas que norteiam as melhorias e qualidade de vida da população.

A elaboração da nova proposta consiste no trabalho conjunto da Prefeitura de Cuiabá, por meio do Instituto de Desenvolvimento Urbano e da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano. Até o momento, mais de 60 consultas públicas foram realizadas, o que resulta na participação popular de cerca de duas mil pessoas, demonstrando mais uma vez a  participação direta do povo cuiabano nas tomadas de decisões na Gestão Pinheiro.

Segundo o secretário adjunto de IPDU, Arquiteto e Urbanista Marcio Puga, a proposta mais detalhada faz parte de uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, analisando de forma específica cada microrregião da cidade, com a finalidade de projetar o desenvolvimento do município  pelos próximos 10 anos, mas dentro de um planejamento para Cuiabá de 2050.

“A última revisão da lei foi sancionada em janeiro de 2007 e tinha um plano mais ousado com ações até 2022. Nesse período, muitas coisas aconteceram como as obras da Copa do Mundo e a cidade de Cuiabá, com sua economia pujante, viveu muitas transformações no período. Sensível a este panorama, a gestã do Prefeito Emanuel Pinheiro iniciou já em 2018 esse processo de revisão. Como uma gestão humanizada, começamos a trabalhar de forma diferenciada, promovendo muitas consultas públicas sendo mais de sessenta na Sede e nos distritos de Cuiabá e agora passamos para fase mais avançada, partindo para definição de propostas”, disse o secretário.

Para Puga, o planejamento demanda tempo e requer uma atenção especial por parte do Poder Público, uma vez que abrange o bem estar e a vida da população. “São decisões que têm que ser muito bem pensadas e planejadas para que consigamos obter um grau de densidade populacional e a forma ocupação da cidade sem sobrecarregar ou subutilizar os serviços públicos, reduzindo distancias, viagens e melhorando o atendimento à população, buscando alcançar uma cidade socialmente justa, acessivel e melhor para todos”, enfatizou.

O secretário adjunto adiantou que mais quatro consultas públicas serão promovidas até o final de janeiro no sentido de chegar à matéria final.

Posteriormente, o texto será encaminhado ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Estratégico de Cuiabá (CMDE) para uma nova revisão e por fim para a  Câmara Municipal, onde será avaliado e aprovado pelos vereadores.

“Nosso objetivo é fazer essas consultas em janeiro e fevereiro, encaminhar para Câmara e entregar o Novo Plano Diretor de Cuiabá para cidade como mais um presente em seu aniversário, em abril. O mais importante é a população ter conhecimento, se apropriar desta ferramente de planejamento e de gestão, pois eles são os melhores fiscais que nós temos e vão nos ajudar na fiscalização de sua plena implementação”, finalizou.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 10 de janeiro de 2022 às 16:16:22
  • 10 de janeiro de 2022 às 16:13:55