https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/08/Janaina-Riva-2.jpg

IRREGULARIDADES

Riva recebe denúncias de concurso da Sesp e requer explicação

Reprodução/Internet

Após receber “inúmeras denúncias” sobre irregularidades no concurso público da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), que ocorreu no último domingo (20), a deputada estadual Janaina Riva (MDB) encaminhou nesta segunda-feira (21), um ofício ao secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, pedindo esclarecimentos.

“Tais situações não podem ficar sem a devida apuração e punibilidade diante da seriedade que pesa sobre o contratante da realização do concurso. Assim, deve ser observado à banca e ao contratante que deveria ter atentado às condições de segurança e fiscalização para dar credibilidade ao concurso e ao Estado de Mato Grosso”, argumentou a parlamentar.

As denúncias se referem ao uso de celular, falta de detectores de metais, fotos de cartão de respostas circulando nas redes sociais, candidatos realizando a prova fora do horário permitido.

Outras irregularidades constam pagamento realizado sem identificação no sistema, com exclusão do candidato, problema na identificação de candidatos (ausência de coletor digitais), uso de equipamentos eletrônicos em sala e no banheiro, falta de fiscalização e fotos do local de realização de prova circulando nas redes sociais.

Em caso de comprovação das irregularidades, Janaina pede a anulação do concurso e a realização de uma nova prova. “Cancela e faz outros, injusto para nós, que estudamos, vermos pessoas privilegiadas”, disse ela.

O concurso para reforçar o quadro de servidores da Polícia Militar, Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros Militar e da Perícia oficial e Identificação Técnica (Politec) teve 67 mil inscritos em seis polos distintos: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Barra do Garças e Cáceres.

A realizadora do concurso é a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Veja Mais

Um comentário em “Riva recebe denúncias de concurso da Sesp e requer explicação”

  1. Herôdoto Souza Fontenele disse:

    Em respeito aos candidatos que investiram tempo e dinheiro na busca da concretização de uma carreira profissional é que reputo ser a anulação do certame o mínimo que o Estado do Mato Grosso deva fazer para reparar esse total desrespeito por ocasião da aplicação das provas do concurso da SESP/2022, onde sequer havia representantes das referidas instituições acompanhando as provas. Lamentável que a UFMT tenha se prestado a realizar um concurso público com falhas infantis absurdas que remetem a total descrédito quanto a lisura do evento.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 23 de fevereiro de 2022 às 12:14:28