https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2022/03/Fernanda-Trindade.jpg

FERNANDA TRINDADE

As angústias por trás de uma rotina

Fernanda Trindade

Hábito de fazer algo sempre do mesmo modo, essa é a definição da palavra rotina. Um tema polêmico, amada por uns e tão odiada por outros. Quantas vezes, eu já não escutei das mais diversas pessoas que ter uma rotina é chato, entediante e sem graça. Mas, sempre me pergunto, por quê? Juro que não entendia o motivo das pessoas desgostarem de rotinas, até porque não vivo sem as minhas.

A rotina carrega o mérito de organizar a vida, deixar as coisas mais simples e automatizar tarefas, tornando-nos mais ágeis nos afazeres do dia a dia. E como uma boa escorpiana, metódica em organização, bem parecida com os virginianos nesse quesito, meu toque não me deixa enganar: sou apaixonada por uma rotina. E sim, são várias, minha vida é baseada nas minhas rotinas diárias e todas marcadas na agenda.

Mas, confesso que de alguns tempos para cá venho me questionando sobre as consequências da rotina na minha vida.  Está tudo tão automatizado que o dia que saio desse script é a treva. Para o mal ou para o bem, ela é cômoda e segura. E a partir daqui, leia esse artigo pensando na palavra segurança, como um mantra.

Esses dias pesquisando sobre o assunto, li uma frase que dizia mais ou menos assim “a minha rotina sempre foi assim e assim será”. Quando parei para refletir sobre isso, me assustei. E assim será? É sério? Até quando vou viver dessa mesma maneira?  Até quando ficarei mal por sair da minha rotina? E minha vida mesmo sabe, curtir, sair, ver gente, ver meus amigos? Estou tão comprometida comigo mesma que minha rotina está se baseando nas minhas tarefas diárias. Não sinto que estou errada, não é sobre isso que vim falar, mas sim, sobre as consequências.

A gente pode se tornar passivo, e o acomodamento pode rapidamente levar ao comodismo. E você passa a viver no piloto automático. A rotina, também pode gerar um novo sinônimo: zona de conforto. Além disso, infelizmente, para as pessoas apegadas à rotina, como eu, têm pavor de quebrar a barreira e isso pode se tornar um verdadeiro problema.

Agora, veja que assimilação interessante: já parou para pensar que a vida está passando cada dia mais rápido? Pois é, e isso pode sim estar totalmente relacionado na nossa rotina. Quando crescemos e nos acomodamos, os desafios se tornam escassos, o cérebro cai na mesmice e a vida passa correndo. Uma realidade bem diferente de quando éramos criança, onde tudo parecia bem mais lento, isso porque nessa época da vida tudo é novo e o nosso cérebro enfrenta um milhão de desafios diários: são coisas para memorizar, novos conceitos para aprender, sensações desconhecidas para se familiarizar, enfim experiências diferentes todos os dias.

Li outro dia que a criatividade é, por definição, pensar diferente. Então, será que a rotina acaba matando a criatividade? Afinal, para sermos pessoas mais criativas, precisamos viver coisas diferentes, ter contato com o novo, passar por novas experiências. Mas como fazer isso se os meus dias estão se tornando uma sucessão de dias iguais?

E os sonhos, ah… esses tenho cada vez mais a sensação de que estão ficando para trás. A vida é feita de escolhas, então, sempre é tempo de rever tudo e escolher continuar no seu mundinho ou se abrir para novas possibilidades. Sei que é difícil sair da sua segurança, mas será que não é melhor viver o agora do que se arrepender depois. Lembre-se: a vida é um sopro. Ninguém sabe como serão os próximos segundos, dias ou meses. Então faça valer a pena.

Não estou aqui criticando a existência de uma rotina, pelo contrário, estou-me auto avaliando, até porque tenho a minha rotina muito bem estabelecida. Mas, quando me vi entrando nessa zona de conforto aos 26 anos de idade, decidi escrever para refletir, e agora cá estou, compartilhando as loucuras da cabeça com vocês.

Então repito: faça valer a pena se você escolher permanecer na rotina ou optar por ter novas experiências todos os dias. O importante é fazer cada dia ser único e especial. Não deixe que a rotina estrague o seu dia, lembre-se sempre dos seus sonhos e siga em frente.

Para finalizar, a notícia boa é que dá para ter uma rotina, ser consciente e flexível, basta você escolher e priorizar isso.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 28 de março de 2022 às 18:07:52