https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2022/04/9A1A9018-scaled.jpg

EVENTO CONCORRIDO

Três senadores e 16 parlamentares participam da posse de secretários

Mayke Toscano/Secom-MT

O governador Mauro Mendes mostrou força política no evento de posse dos seis novos secretários do Governo de Mato Grosso, nesta segunda-feira (04.04). A solenidade contou com a presença dos três senadores da República Jayme Campos, Wellington Fagundes e Carlos Fávaro e outras 16 autoridades federais e estaduais.

Também acompanharam a solenidade no Palácio Paiaguás os deputados federais Neri Geller, Nelson Barbudo, Carlos Bezerra e Valtenir Pereira, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, e os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Carlos Avalone, Gilberto Cattani, Allan Kardec, Dr. Gimenez, Janaina Riva, Wilson Santos, Dr. João e Thiago Silva. Além dos suplentes de senadores Fábio Garcia e Margareth Buzetti.

O senador Jayme Campos fez questão de destacar que o Governo passou por grandes mudanças nos últimos três anos: enfrentou uma crise financeira e recuperou as finanças, pagando fornecedores e servidores em dia e fazendo cada vez mais investimentos em todas as regiões.

“Os números hoje mostram isso, que o trabalho feito por todos, desde o governador aos secretários e servidores, possibilita que o Estado faça 15% de sua receita corrente líquida em investimentos na educação, na infraestrutura, na saúde, na segurança pública, na agricultura familiar, na cultura e no esporte. Acredito que os secretários que assumem hoje vão dar continuidade a esse trabalho, mantendo as vistas a todos os setores em todas as regiões”, declarou Jayme.

“Vamos continuar mantendo o trabalho no interesse maior, que é a comunidade mato-grossense, que é manter a autoestima da população de nosso Estado. Avançamos muito e vamos avançar ainda mais. O que precisarem dos poderes constituídos, tenham certeza de que todos trabalhamos para Mato Grosso continuar esse Estado pujante”, completou o senador.

O deputado federal Neri Geller pontuou que os parlamentares manterão o apoio ao Executivo Estadual, por meio de emendas que promovam entregas ao Estado.

“Quero desejar sucesso a todos: aos que deixam as secretarias, que enfrentaram grandes dificuldades no início, mas com muita competência para recuperar o Estado; e aos que assumem hoje. Contem com a bancada federal para continuarem fazendo muito por Mato Grosso, fazendo as coisas acontecerem com foco nos investimentos para todos os municípios”, afirmou Geller.

Eduardo Botelho lembrou da parceria entre os Poderes Executivo e Legislativo para reequilibrar as finanças do governo, em 2019. À época, leis encaminhadas pelo governador Mauro Mendes e aprovadas pelos deputados estaduais foram imprescindíveis para que as contas do Estado fossem colocadas em dia.

“Esses ajustes possibilitaram não apenas que o governo aumentasse sua capacidade de investimentos, como também as reduções e isenções de impostos e taxas, que alcançam a todos os cidadãos mato-grossenses, além de reajustes salariais e outros benefícios, que estão sendo concedidos aos servidores do Estado. Estamos evoluindo muito e sempre com a ajuda do Legislativo, que coloca emendas, tanto federais quanto estaduais. Uma área que tenho uma grande alegria de ver a evolução é a agricultura familiar, com grandes entregas, investimentos e outros programas que ainda serão implementados. Desejo sucesso a todos os novos secretários e contem conosco”, destacou o presidente da Assembleia Legislativa.

Também participaram da posse o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Sérgio Ricardo, secretários de Estado, presidentes de autarquias, a vereadora de Cuiabá, Michelly Alencar, e representantes do setor produtivo.

Novos secretários

Tomaram posse Rogério Gallo, no lugar de Mauro Carvalho, na Casa Civil; Fábio Pimenta, no lugar de Gallo, na Fazenda; Jefferson Neves, que assume a Cultura, Esporte e Lazer, na função que antes era de Beto Dois a Um; Teté Bezerra, na Agricultura Familiar, cujo titular era Silvano Amaral; Kelluby de Oliveira, na Saúde, no lugar de Gilberto Figueiredo; e Maurício Munhoz, na Ciência, Tecnologia o Inovação, função antes de Nilton Borgato.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 5 de abril de 2022 às 12:56:34
  • 5 de abril de 2022 às 12:54:46