https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2022/04/Foto-01.jpg

REUNIÃO DO CONSED

Seduc destaca recuperação da aprendizagem no pós-pandemia

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

Álvaro Henrique - Ascom/SEEDF

O secretário de Estado de Educação de Mato Grosso, Alan Porto, acompanhado do secretário Executivo, Amauri Monge Fernandes, participou, nesta segunda-feira (18), em Brasília, da reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed). O evento foi o primeiro presencial deste ano e centralizou as discussões no tema ‘Recuperação da Aprendizagem”, mas também abordou sobre a violência escolar, situação registrada no período pós-pandemia da covid-19 em vários Estados.

Na avaliação de Alan Porto, os temas abordados pelo Consed deverão nortear as discussões pelos próximos anos. “Superamos a fase pandêmica e sabemos o que precisa ser feito. A troca de experiências com os demais secretários de Educação nos ajuda na superação das desigualdades que foram ampliadas a partir da pandemia”. Ele lembra que o uso da tecnologia e a implementação do Novo Ensino Médio estão entre os desafios do ano. “Para superá-los, precisamos de uma mobilização não apenas da educação pública, mas também da sociedade em torno do tema”.

O secretário de Educação de Mato Grosso destacou destacou ainda o projeto EducAÇÃO 10 anos, que tem como objetivo alinhar questões estratégicas com ações desenvolvidas para melhorar os índices educacionais do Estado até 2032. A missão do projeto é garantir o acesso, permanência e aprendizagem dos estudantes, com equidade, visando ser referência entre as 5 melhores redes de ensino público do país.

A reunião, a segunda ordinária na gestão do presidente do Consed e secretário de Educação do Espírito Santo, Vitor de Angelo, também serviu para que os novos secretários se apresentassem. Os antigos titulares nos estados de São Paulo, Bahia, Santa Catarina, Acre, Alagoas, Amapá, Maranhão e Rondônia, deixaram os cargos para concorrer nas eleições de 2022.

O encontro também marcou outro evento promovido pelo Consed, que foi a premiação dos finalistas nas seis categorias do Prêmio Paulo Freire de Jornalismo de Educação. Realizada em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), a iniciativa contemplou produções jornalísticas com o tema “Educação pública na pandemia: inovação para manter a aprendizagem e o vínculo do aluno nas escolas das redes estaduais”.

Porto também demonstrou preocupação em relação a atos isolados de violência praticados por alunos em vários estados. Situação que começa a ganhar proporção e que fez o Consed acender o sinal vermelho. O surto coletivo de ansiedade que acometeu 26 alunos de uma escola pública no Recife-PE, foi um dos casos comentados.

A demanda de enfrentamento à violência na escola visa ampliar a compreensão e formar uma consciência crítica sobre a violência e, assim, transformar a escola num espaço onde o conhecimento toma o lugar da força. Segundo Alan Porto, para esse enfrentamento a Seduc promove a formação continuada dos profissionais da educação, amplia as discussões sobre as causas da violência e suas manifestações, bem como a produção de material de apoio didático-pedagógico.

O presidente do Consed referendou a importância do colegiado nessa mobilização e disse que vai ampliar os canais de articulação junto os poderes, ministério público e à sociedade. “O Consed está à disposição de todos os secretários de Educação para facilitar a gestão nesse ano letivo que prossegue. Faremos tudo para contribuir”, concluiu.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 20 de abril de 2022 às 18:07:26
  • 20 de abril de 2022 às 18:00:47