https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/07/nc-algodao-safra-060621.jpg

PRODUTIVIDADE

Cerca de 70% do volume do algodão previsto para ser colhido em MT já foram comercializados

TV TEM

Cerca de 70% do volume do algodão previsto para ser colhido nesta safra, em Mato Grosso, já foram comercializados. O problema deste ano são as mudanças climáticas, que podem interferir no ciclo produtivo das plumas.

Além disso, podem gerar atrasos em etapas importantes, como plantio e colheita. Isso pode refletir também na produtividade. No estado, as lavouras de algodão já estão em desenvolvimento.

Em uma fazenda em Campo Verde, a 139 km de Cuiabá, já estão sendo cultivados 1.960 hectares de algodão. De acordo com o consultor da propriedade, Alexandre Bueno, os cultivares de algodão foram plantados dentro da janela, entre janeiro e começo de fevereiro.

“Na nossa região a chuva acabou cortando um regime bem cedo. Esse frio que veio agora em maio, em algumas partes da propriedade pegaram pouca geada. Em algumas plantas houve o acúmulo de um pouco mais de orvalho. Hoje a gente percebe que se o frio tivesse ocorrido com maior intensidade, teria passado para as maçãs também”, disse.

O algodão é uma planta que não suporta frio extremo. O ideal é um regime de chuva de 600 a 800 mm por ano. Conforme Alexandre, quatro chuvas de 15 mm por mês é o suficiente para a planta.

“Neste ano tivemos 500 mm a mais de chuva entre janeiro e fevereiro. Além da água, a gente ainda tem que trabalhar para a lagarta não afetar a flor. Se ela fecundar e precisar de água, ficamos ainda mais 60 dias cuidando desse botão”, disse.

Mesmo com chuva, no mercado falta algodão de qualidade e a pluma está super valorizada. O consultor da fazenda disse que por causa da falta do produto, uma parte da produção já foi comercializada.

“Muita gente não tem esse algodão para vender. Já temos uma parte comercializada e outra que precisa ser. Por mais que a cultura esteja bem sadia, precisamos do produto bom para entregar aos fornecedores. O tempo tem que ajudar e está sendo determinante”, disse.

Em outra fazenda produtora de algodão em Campo Verde, a estimativa é plantar até 340 arrobas por hectare. O engenheiro agrônomo, Julio César de Lima, explica que mesmo com a grande quantidade de pluma colhida, a maçã não vai atingir o tamanho ideal.

“Para o algodão plantado até dia 20 de janeiro a estimativa é 340 arrobas por hectare. Já o algodão plantado após a data até o dia 5 de fevereiro, a estimativa seria entre 260 e 270 arrobas. Se não estiver água não tem muito milagre. A maçã está bastante saudável, mas precisavam um pouco mais de água para atingir o tamanho ideal”, contou.

De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), a média da arroba da pluma é vendido a R$ 259,68. Houve uma diminuição de 1,45%, conforme um boletim do dia 2 deste mês.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *