https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/mosquito-da-dengue-e1499197068630.jpg

ASSUSTADOR

Casos de dengue e zika lideram número de notificações em Mato Grosso

Divulgação

Casos de dengue em Mato Grosso aumentam 114,9%. Foto: Divulgação


Os casos de  dengue e zika vírus em Mato Grosso aumentaram 160%, de acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde.

Em 2015, foram 9.316 casos de zika, e este ano, 2016 24.267.

Já os números da dengue representam 15% de aumento em relação ao mesmo período do ano passado, que foi de 22.571, em 2015 e 25.889, em 2016.

A febre chikungunya também registra grande aumento de casos em comparação com 2015.

O acréscimo chega a 295%, sendo que em 2015, houve 324 casos, e em 2016, 1.280 notificações.

Seis municípios não registraram casos de dengue e estão classificados como silenciosos.

São ele: Jangada, Nossa Senhora do Livramento, Idiavaí, Santa Terezinha, Conquista D´Oeste e Figueirópolis D´Oeste.

Os municípios que ainda apresentam-se como silenciosos para kika este ano são: Glória d’Oeste; Indiavaí; Gaúcha do Norte; Santo Afonso; Canabrava do Norte; Santa Cruz do Xingu; Santa Terezinha; São José do Xingu; Vila Rica; Alto Araguaia; Ponte Branca; Castanheira; Cotriguaçu; Vale de São Domingos e União do Sul.

Ainda estão silenciosos para a notificação de febre chikungunya 77 municípios, três apresentam incidência acumulada que os classificam como alto risco sendo eles: Acorizal Querência e Campo Novo do Parecis.

A SES recomenda que no ‘período não epidêmico’ as ações de mobilização, comunicação, e educação em Saúde são fundamentais para a mudança de comportamento e adoção de práticas para a manutenção do ambiente domiciliar preservando da infestação por Aedes Aegypti.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *