https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/10/silval.jpg

EFEITO SODOMA

Silval Barbosa completa 17 meses preso no Centro de Custódia de Cuiabá

Divulgação

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) completou nesta sexta-feira (17) um ano e cinco meses preso no Centro de Custódia de Cuiabá.

Silval está preso em Cuiabá desde 17 setembro de 2015 acusado de envolvimento em um suposto esquema envolvendo incentivos fiscais, decorrente da terceira fase da Operação Sodoma, realizada pela Delegacia Fazendária do Estado.

Silval é acusado de chefiar uma quadrilha que cobrava propina de empresários beneficiados com incentivos fiscais e também de empresários que tinham contratos com o Estado e para que não fossem encerrados eram “obrigados” a pagar propina para o grupo do peemedebista.

O ex-gestor teve mandados de prisão cumpridos na primeira fase da Sodoma (setembro de 2015), na Operação Seven e por último, na terceira fase da Sodoma, deflagrada no ano passado.

Na última terça-feira (14), desta semana, Silval Barbosa foi alvo de uma nova prisão preventiva na quarta fase da Operação Sodoma.

Silval, nesta nova fase, é acusado de envolvimento em fraudes à licitação, corrupção, peculato e organização criminosa em contratos celebrados entre as empresas Marmeleiro Auto Posto LTDA e Saga Comércio Serviço Tecnológico e Informática  LTDA, nos anos de 2011 a 2014, com o Governo do Estado de Mato Grosso.

Segundo a Polícia Civil apurou, as empresas foram utilizadas pela organização criminosa, investigada na operação Sodoma, para desvios de recursos públicos e recebimento de vantagens indevidas, utilizando-se de duas importantes secretarias, a antiga Secretaria de Administração (Sad) e a Secretaria de Transporte e Pavimentação Urbana  (Septu), antiga Secretaria de Infraestrutura (Sinfra).

As duas empresas, juntas, receberam aproximadamente R$ 300 milhões, entre os anos 2011 a 2014, do Estado de Mato Grosso, em licitações fraudadas.

Com o dinheiro desviado efetuaram pagamento de propinas em benefício da organização criminosa no montante estimado em mais de R$ 7 milhões.

Além de Silval, o ex-secretário Marcel de Cursi também está preso no Centro de Custódia.

Ele está preso desde o dia 15 de setembro de 2015 na primeira fase da Operação Sodoma.

Veja Mais

Um comentário em “Silval Barbosa completa 17 meses preso no Centro de Custódia de Cuiabá”

  1. Rogério disse:

    ( por último, na terceira fase da Sodoma, deflagrada no dia 22 de março deste ano.) Vocês só podem estar de sacanagem, ou março chegou e eu não vi.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *