https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/07/algemas-e1524844605820.jpg

ASSALTO EM JOALHERIA

Ladrão acusado de tentar matar ex-patroa degolada durante roubo é preso pela Polícia Civil

Ilustrativa

Um jovem apontado como autor de tentativa de latrocínio contra uma designer de joias teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, nesta terça-feira (30.08), após ser identificado nas investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf).

O acusado, A. G. S. J., 18,  é ex-funcionário da joalheria de propriedade da vítima, onde era contratado como menor aprendiz.

O crime aconteceu no dia 30 de julho, quando o ex-funcionário e um comparsa invadiram a loja armados e anunciaram o assalto.

Na ação, os criminosos obrigaram todas as pessoas que estavam na joalheria a deitaram no chão e não olhar para o rosto deles, caso contrário, a proprietária da loja seria morta.

Durante o assalto, a dupla perguntava pelo cofre, dinheiro, ouro e joias, até o momento em que o suspeito preso hoje foi até a cozinha do estabelecimento, onde pegou uma faca e passou por duas vezes próximo a jugular e várias vezes atrás do pescoço da ex-patroa.

O suspeito afirmava, que se não matasse naquele momento, voltaria em outra ocasião para acabar com a vida da designer de joias.

Os assaltantes subtraíram aproximadamente R$ 50 mil em joias, de propriedade da designer e mais R$ 25 mil em joias consignadas de outros fornecedores, peças de clientes que estavam na empresa para serem consertadas, além de dinheiro, relógios e aparelhos celulares das vítimas que estavam na loja no momento do assalto.

Após ser identificado e passar pelo reconhecimento fotográfico, o suspeito teve o mandado de prisão temporária representado pelo delegado Guilherme Berto Nascimento Fachinelli.

Ao ser decretada pela Justiça, a prisão contra o suspeito foi cumprida nesta terça-feira (30).

Em interrogatório, o ex-funcionário confessou a participação no roubo e disse ter planejado o crime.

“Ele disse que tinha informações privilegiadas por ter trabalhado no local e que pretendia apenas roubar a joalheria, mas acabou perdendo o controle, e tentou matar a ex-patroa, devido a desavenças anteriores”, disse o delegado.

O comparsa já foi identificado pela Derf e as investigações continuam com objetivo de realizar a prisão do suspeito.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *