DISPUTA JUDICIAL

Emanuel diz que não vai interferir em CPI do Paletó na Câmara dos Vereadores de Cuiabá

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou neste sábado (21) que quer distância da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada contra ele pela Câmara de Vereadores de Cuiabá.

Apesar do presidente da Câmara Municipal, Misael Galvão (PSB), decidir pela não reabertura do inquérito, Pinheiro afirmou que não irá intervir em qualquer decisão do legislativo alegando que a CPI é “é uma questão interna da Câmara Municipal de Cuiabá”.

“Eu não me envolvi para criar a CPI, eu não me envolvi no funcionamento da CPI, não me envolvi na judicialização da CPI e não vou me envolver nas questões judiciais ou nas decisões que as lideranças envolvidas decidam tomar”, disse.

A CPI do Paletó investiga o prefeito por suposto recebimento de valores indevidos do então ex-governador Silval Barbosa. Vídeos flagraram o chefe do Executivo recebendo dinheiro do então chefe de Gabinete do ex-gestor.

Ocorre que nesta sexta-feira (20), Missel afirmou que vai recorrer da decisão da Justiça que mandou reabrir a CPI para investigar o prefeito de Cuiabá. Para isso, o socialista alega que houve erro no protocolo de abertura da CPI.

Por fim, o presidente da casa ainda esclareceu que o pedido de abertura da CPI deveria ser protocolado na primeira-secretaria da Casa. No entanto, o pedido de abertura foi no protocolo-geral, o que para Misael poderia causar problemas.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 23 de setembro de 2019 às 23:34:22
  • 23 de setembro de 2019 às 23:33:41