https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/09/55733fbc267e2ef3532d3f242b5795a5-e1521144522483-785x466.jpg

BRIGA DO DNA

"O pai é a população cuiabana", diz Júlio sobre paternidade do HMC

Reprodução

O vice-presidente do DEM de Mato Grosso, ex-governador Julio Campos (DEM), disse, em entrevista ao VG Notícias, na manhã desta terça-feira (12), que o “pai” do novo Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) é o povo cuiabano, que pagou impostos e ajudou na construção da unidade de saúde.

A resposta foi dada após questionamento de quem teria a “paternidade” do empreendimento público. Se seria o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), ou o governador Mauro Mendes (DEM), que quando prefeito da Capital, foi responsável pelo lançamento da obra ao lado do então governador Pedro Taques (PSDB).

Sem querer entrar na polêmica, Campos preferiu acreditar que a obra tem como “pai” a própria população, mas fez questão de frisar a importância da gestão de Mendes, quando chefe do executivo municipal, que teria em torno de 1/3 pela construção do hospital, o atual prefeito, Emanuel Pinheiro, que não mediu esforços, segundo Campos, para dar continuidade, o então governador Pedro Taques (PSDB), com a ajuda de R$ 50 milhões, e o ex-presidente Michel Temer (MDB), que no final do seu mandato destinou R$ 100 milhões para conclusão e compra de equipamentos.

Julio também comentou que não foi convidado para a entrega final da obra e argumentou que, caso o ex-presidente Michel Temer, compareça em Cuiabá para o evento, ele, Campos, irá recepcionar o ex-presidente no aeroporto.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 12 de novembro de 2019 às 15:17:09