https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/01/WhatsApp-Image-2019-06-17-at-12.29.56-785x466.jpeg

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Mendes se irrita com pergunta de sindicalista e diz que não é o "superpoderoso de MT"

Mato Grosso Mais

O governador Mauro Mendes (DEM) ficou irritado com a pergunta feita pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde de Mato Grosso, Oscarlino Alves, em entrevista na rádio Vila Real, na manhã desta sexta-feira (24), que pediu para que fossem cortadas as verbas indenizatórias dos chefes dos poderes do Legislativo, do Judiciário, do Ministério Público do Estado, do Tribunal de Contas do Estado e da Defensoria Pública.

Segundo Alves, os servidores públicos, em especial, os aposentados e pensionistas, acabaram sendo sacrificados com a mudança na cobrança de alíquota, de 11% para 14%, da Reforma da Previdência, aprovada pela Assembleia Legislativa.

“Por que não se corta as verbas indenizatórias, que são atreladas ao salário, que não paga imposto de renda, e que na maioria das vezes é o triplo do salário desses entes públicos?”

Mendes disse que é apenas governador de Mato Grosso e não superpoderoso de Mato Grosso.

“Você já ouviu falar de Constituição brasileira, o governador não pode tudo. Os poderes têm independência. Assembleia tem independência. Veja o orçamento, Oscarlino, que é um líder sindical, que nós mandamos pra Assembleia e eles mexeram. A Constituição dá esse poder a eles. Eu não tenho esse poder e dizer que o salário do juiz vai ser tanto, Assembleia vai ganhar tanto. Eles mandam tanto quanto eu. E eles estão lá porque as pessoas escolheram os 24 deputados. Você, Oscarlino, só preocupa com servidor, por que não foram lá defender o orçamento? Vocês foram lá na Assembleia pra defender o de vocês, mas não foram pressionar a Assembleia para poder não mexer no orçamento e aumentar a verba dos outros poderes “, questionou Mendes.

Veja Mais

Um comentário em “MM se irrita com pergunta e diz que não é o “superpoderoso de MT””

  1. Okles disse:

    Mas é a pura verdade. O sindicalista vai defender o dele. O governador só pode cortar do servidor do executivo, legislativo e judiciário não. Infelizmente é assim, o certo era fazer pressão politica pra mudar em cima do legislativo. O problema é que o servidor baba em cima do pessoal da Assembléia e da filha de corrupto Janaina Riva, que não faz nada.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 24 de janeiro de 2020 às 14:34:14
  • 24 de janeiro de 2020 às 10:03:21