https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/07/dec28898155963a1734a49eb52fe3c29-1.jpeg

CASO ISABELE

Médico relata situação desesperadora na casa do empresário no Alphaville

O médico Wilson Melo Novaes prestou depoimento na manhã desta sexta-feira (31) na Delegacia Especializada do Adolescente (DEA).

Wilson revela que encontrou uma situação de desespero na casa do empresário Marcelo Cestari no dia em que a adolescente Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, foi morta com um disparo de arma de fogo na cabeça.

A mãe de Isabele, Patrícia Hellen Guimarães foi quem acionou o neurocirurgião para o local do crime. Melo ainda afirma que chegou no condomínio logo após a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

“Eu vim ser ouvido como testemunha, pois eu estava lá após o crime e muitas coisas ainda precisam ser apuradas e a verdade tem que aparecer” disse o médico.

O neurocirurgião relatou que, em tese, foi comunicado do crime rapidamente e, no local, chegou a encontrar outro médico identificado como Garibaldi, chamado por Marcelo Cestari.

Para completar, Novaes disse que um ponto chave para elucidar o crime é a polícia descobrir que horas ocorreu o disparo que matou Isabele Ramos.

“Eu cheguei lá para dar um apoio. Ela [Patrícia] estava completamente desesperada, mas a verdade vai aparecer”, pontuou.

Também foi ouvido pela DEA, um policial que estava de folga no dia do crime, mas esteve na casa do empresário a convite de Marcelo.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 31 de julho de 2020 às 17:02:42
  • 31 de julho de 2020 às 16:59:55