https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/09/11810_2D73B0F80CF9A3E4.jpeg

DISCURSO NA ONU

Mourão evita falar de Bolsonaro onde culpa ‘índio’ por queimadas

Reprodução/CNN

O vice-presidente general Hamilton Mourão afirmou que o discurso do presidente Jair Bolsonaro, na 75ª Assembleia Geral da ONU, nesta manhã, seguiu “toada” de outros chefes de estado, tratando de questões como pandemia, organização mundial do comércio e relações internacionais.

“E, no nosso caso, a questão ambiental também”, acrescentou. Sobre esse ponto, Mourão não quis comentar a responsabilidade dos incêndios na Amazônia, que o presidente colocou como sendo dos indígenas e “caboclos”.

“É questão do presidente, que tem os dados dele. Eu não comento isso aí”, afirmou, na saída do Palácio do Planalto, pouco depois do discurso. A próxima agenda do vice é um sobrevoo pelo Acre e por Rondônia, na região Norte.

Ele também comentou a fala do presidente Bolsonaro sobre uma possível “campanha de desinformação”. Para Mourão, é papel do governo combatê-la. “Que existe uma campanha de desinformação, existe. Isso aí, eu já comentei isso aqui com vocês. E compete a nós, nos contrapormos. Agora, eu sempre deixo claro que a contraposição tem que se dar por duas vertentes. Uma é de uma informação qualificada e a outra é de que irregulares não ocorram pra não dar margem a esse tipo de pressão”, concluiu.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 22 de setembro de 2020 às 19:46:20