https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/09/gisela.jpg

TROCA DE PARTIDO

Gisela cogita ir para o MDB após convite de Bezerra e Janaina

Mato Grosso Mais

Mal acabou as eleições municipais e o jogo político começou, o deputado federal Carlos Bezerra (MDB), ligou convidando a ex-superintendente do Procon Estadual, a servidora Gisela Simona (Pros), para ela migrar para sua sigla, com vistas à disputa para a Câmara Federal de 2022.

Segundo ela, uma das condições para a mudança do partido é a não permanência na legenda do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro. A deputada estadual, Janaina Riva, do mesmo partido, desafeto de Emanuel, também ligou para a ex-candidata a prefeito e a convidou para o seu partido.

Ambos telefonaram para Gisela e citaram a possibilidade do chefe do Executivo Municipal deixar a sigla. “Recebi o convite com muita honra. Fiquei de analisar e aguardo o desfecho disso que está acontecendo, se Emanuel fica ou sai. Por que participei da última eleição, tive uma concorrência mais direta com Emanuel Pinheiro e é complicado ir para o partido que ele esteja. Se ele estiver lá, para mim é um problema”, disse em entrevista ao MidiaNews.

A rixa se acentuou após o rompimento político com Janaina, quando ela então manifestou apoio ao ex-prefeito Roberto França (Patriota). Apesar das trocas de farpas constantes e do clima pesado, o prefeito afirmou que segue no MDB.

“A Janaina, com mais ênfase que o Bezerra, acredita que ele [Emanuel] não fica no partido. Mas o que vale é o que realmente acontece. Então, acredito que a gente tem que aguardar como essa situação vai se desenrolar”, acrescentou.

Bateu, levou!

Dentro o Partido Republicano da Ordem Social (Pros), o convite não foi bem visto, tanto quanto, a intenção de Simona pular para o outro lado. As reações foram imediatas.

Já o vice-presidente estadual do Pros, advogado Carlos Frederick, enviou um convite de filiação ao prefeito Emanuel Pinheiro, que é rival político de Gisela.

“O prefeito Emanuel hoje está preparado para liderar qualquer partido rumo a um projeto de âmbito estadual, inclusive com chances reais de ganhar as eleições para governador em 2022”.

O suplente de vereador e servidor público Oscarlino Alves afirmou que após as declarações, Gisela perdeu apoio de grande parte da base de servidores da sigla. “Perdeu meu apoio e respeito”, disse.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 27 de janeiro de 2021 às 14:54:57