https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2024/04/BANNER_CESTA-BASICA-10.jpg

ECONOMIA

Maio encerra com recuo no preço da cesta básica em Cuiabá; média mensal é a menor do ano

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

Reprodução

Após quatro semanas de consecutivas altas nos preços, a cesta básica apurada na capital mato-grossense registrou o primeiro recuo no mês de maio, de 1,61%, contribuindo, assim, para deixar o preço do mantimento a R$ 768,30, a mais baixa em comparação com os primeiros meses do ano. A queda nominal significativa de R$ 12,62, observada na última semana de maio, é reflexo do impacto na queda em oito dos 13 alimentos componentes da cesta.

Ainda assim, conforme Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT), o valor atual está 1,12% maior que no mesmo período de 2023, quando o valor averiguado foi de R$ 760,88.  Um dos principais produtos que contribuem para esse aumento na variação anual é a batata, que apesar de apresentar recuo de 3,69% nesta semana sobre a anterior e atingir R$ 9,52/kg, está 70,68% maior que os R$ 5,58/kg averiguado na última semana de maio do ano passado.

O superintendente da Fecomércio-MT, Igor Cunha, destaca a expressiva variação de preço no ano do tubérculo. “Mesmo com o recuo da batata esta semana, após cinco semanas em alta, a variação acumulada de 39,48% percentual no mês de maio demonstra o avanço expressivo no preço médio do produto nesse período, que se encontra próximo do patamar mais alto da série histórica, em cerca de R$ 10,00/kg”.

Outro item que apresenta valor superior no comparativo com o ano passado é o tomate, de 5,21%, custando, atualmente, R$ 8,77/kg na média. No entanto, o que ajudou a diminuir essa diferença foi a forte variação para baixo no preço do produto, observado nesta semana, de 10,31%, o que pode estar relacionado às questões do clima que aceleraram a maturação e a produtividade da safra de inverno.

Em queda pela segunda semana consecutiva, o valor médio do feijão também demonstrou variação negativa, de 5,34%, passando a custar R$ 7,28/kg, o que pode estar atrelado ao incremento de áreas disponíveis para o plantio, o clima favorável e as perspectivas de um cenário positivo para sua produção em Mato Grosso.

Ainda conforme análise do IPF-MT, a diminuição em boa parte dos alimentos verificados na cesta, colaborou para uma diminuição significativa nesta última semana de maio para o mantimento, assim como incidiu sobre uma menor diferença anual, na comparação com a semana anterior.

Já o presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior expõe as quedas mensais no preço da cesta em Cuiabá, apresentando o melhor resultado no ano. “Demonstrando recuo pelo terceiro mês consecutivo na avaliação mensal, a média da cesta básica do mês de maio ficou em R$ 768,30, um valor 0,36% maior que o averiguado para o mesmo mês de 2023, que era de R$ 765,53”.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *