http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/03/forum_de_cuiaba2.jpg

Campanha Cuiabá 300 anos Unimed
Cuiabá, sábado, 20 de abril de 2019

SEM PROVA

Acusado de homicídio é absolvido no 2º Júri Popular

ANDRÉIA FONTES

Divulgação/TJMT

Thiago Conceição de Souza foi absolvido da acusação de homicídio durante julgamento popular realizado nesta quinta-feira (7), em Cuiabá. É a segunda vez que ele é julgado pela morte de Salomão Reis, ocorrida no dia 5 de junho de 2014, no bairro CPA 3, na capital.

No primeiro júri, Thiago foi condenado a 8 anos e 6 meses de prisão. Ministério Público e defesa recorreram e o Tribunal de Justiça anulou o julgamento, determinou novo júri, acolhendo a tese da defesa de que a condenação teria sido contrária às provas do auto. Nesta quinta-feira, representando pelo advogado Jorge Godoy, Thiago foi considerado inocente. O próprio MPE pediu a absolvição do réu por falta de provas.

Neste caso, também foi condenado, no ano passado,  Michael Peterson Espírito Santo. A pena dele foi fixada em 14 anos de reclusão em regime fechado. O MPE também recorreu, no entanto, o TJ também acolheu a defesa e reduziu a pena em um ano devido à confissão do réu.

Segundo a denúncia, no dia do crime, por volta das 5h, a vítima, aparentemente sob o efeito de drogas e álcool, foi até uma lanchonete onde teve um início de discussão com o acusado Michael. Ele teria atraído a vítima para fora do bar, onde, cercada por Thiago e outras pessoas não identificadas, continuaram a discutir, ocasião em que Michael desferiu uma facada contra a vítima.

A vítima teria conseguido escapar, mas foi perseguida e morta em frente ao Centro de Convivência dos Idosos com golpes de faca, pedras e pauladas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *