https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/07/whatsapp-image-2019-07-14-at-14.38.40.jpeg

SUSTO NO RIO PARAGUAI

Vídeo mostra barcos afundando em festival de pesca de Cáceres

Reprodução

O Festival Internacional de Pesca esportiva (Fipe), em Cáceres (205 km de Cuiabá) quase teve uma tragédia na manhã deste domingo (14), quando dois barcos, que tiveram problemas na largada da competição, afundaram.

Por sorte, a equipe organizadora do evento agiu rápido e conseguiu dar atendimento aos competidores, com isso, ninguém se feriu.

Um vídeo feito por um espectador  mostra o momento em que a largada da competição é realizada e na sequência o incidente envolvendo as duas embarcações. O fato aconteceu na praia do Daveron.

O coordenador das competições de pesca, Claudionor Duarte, disse que  o fato é muito comum nos festivais, e segundo ele, ocorre quando os participantes não têm experiência com o barco, já que há formação de ondas em decorrência da quantidade de embarcações que saem ao mesmo tempo.

Ao todo, na competição de pesca embarcada com motor, 269 equipes participaram, sendo um recorde este ano para a categoria.

Veja Mais

2 comentários em “Vídeo mostra barcos afundando em festival de pesca de Cáceres”

  1. Cleber disse:

    Concordo com Gilson, primeiramente para não ocorrer esses acidentes q pelo q vejo quase todo ano acontece, colocam a vida dos participantes em risco, perde as traias de pesca q si for pescador msm tem seus apressos pela sua traia. Sem contar q quem tem os barcos mais potentes , tem a vantagem de chegar primeiro no ponto de pesca e escolher o lugar q quiser.

  2. Gilson Rocha Custódio disse:

    Festival de pesca de Caceres tem que adotar o mesmo método do festival de Barra do Bugres e Porto Estrela que será o próximo que utilizam o sistema por marcação numérica pois o seu lugar vai estar garantido por sorteio

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 14 de julho de 2019 às 20:12:22
  • 14 de julho de 2019 às 18:36:26