https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/06/f243eb9513ac4920e5726272f5308941.jpg

REELEIÇÃO NO ALENCASTRO

“Não havendo candidato no PSDB, defendo apoio a Emanuel”

Alair Ribeiro

Considerado um dos principais aliados do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) disse que defenderá a manutenção da aliança tucana com o prefeito, caso ele saia à reeleição.

Isso deve ocorrer, segundo ele, desde que o PSDB opte por não lançar um candidato na disputa ao Palácio Alencastro, em 2018.

“Eu não sou pelego. Se o PSDB – pela maioria – decidir lançar candidato, com certeza vou acompanhar o partido. Não vou contrariar um conjunto, um time”, disse Renivaldo, nesta semana.

“Mas quero deixar bem claro: eu apoio a gestão Emanuel Pinheiro. E numa possível recandidatura do prefeito, não havendo candidatos viáveis dentro do PSDB, com certeza estarei trazendo o partido para apoiar a reeleição do Emanuel”, acrescentou o tucano.

Renivaldo justificou que o apoio se deve em razão da boa administração feita pela atual gestão e que, segundo ele, conta com o apoio da população.

Ele lembrou ainda que ele e os outros dois vereadores de Cuiabá do PSDB (Maurélio Ribeiro e Adevair Cabral) integram a base de Emanuel na Câmara.

“Os três vereadores do PSDB compõem a base do prefeito Emanuel Pinheiro em comum acordo. Não se discute eleição neste momento ainda. Discute Cuiabá, discute o apoio a um prefeito que vem fazendo um trabalho louvável e eu, como representante da população cuiabana naquele parlamento, tenho compromisso com Cuiabá, com a população e tenho compromisso sim com a gestão Emanuel Pinheiro”, afirmou.

Divisão

As declarações do vereador mostram que há uma divisão na sigla, já que outros líderes do partido, como o deputado Wilson Santos – que é vice-presidente do PSDB Estadual – defendem candidatura própria do partido.

Wilson chegou, inclusive, a se reunir recentemente com vereadores de oposição a Emanuel, de modo a costurar uma candidatura oposicionista a atual gestão.

“Teremos uma decisão partidária, mas com certeza o peso de quem está a frente do partido tem que valer. Respeito a opinião do deputado Wilson Santos, mas acho que ele tem que preocupar um pouco mais com a composição lá no Estado de Mato Grosso”, disse o vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais