https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/06/8ddf9d64075aa91c04f1ccd654ea2d79.jpg

INCLUSÃO SOCIAL

4ª Turma do Siminina Digital encerra o curso de informática

Reprodução

Mais uma turma do Programa Siminina Digital recebeu os certificados do curso de Informática que teve uma duração de quatro semanas. Durante as aulas, as meninas que fazem parte da unidade da Chácara dos Pinheiros tiveram aulas de computação básica, como Windows, World, Excel e de desenvolvimento e programação de sistemas.

Essa foi a quarta turma formada, composta por onze meninas. Os certificados foram entregues na tarde da última sexta-feira (31). Larissa Raquel foi uma das participantes. Segundo ela, não sabia nada de informática, agora mas aprendeu no curso. “Estou muita satisfeita. Aprendo muitas coisas. Valeu muito a pena. Vou praticar tudo que aprendi na minha escola e com os meus trabalhos e tarefas. Por exemplo, o “Power Point”, vou poder utilizar para muitas coisas”, disse.

Sem esconder tamanha satisfação, Maria Clara ficou muito feliz em ter concluído o desafio colocado pelo professor de programação durante a última aula do curso. “Foi sensacional. Apesar de ter sido por meio de uma brincadeira, aprendi que temos que tentar até o final, e nunca desistir. Vou levar isso para o meu dia a dia”, declarou.

O curso de Engenharia da Computação da Universidade de Cuiabá (Unic) é parceiro do Programa Siminina. Coordenador do curso da universidade particular, Marcos Sena, agradece a parceria com a Prefeitura de Cuiabá, que já vem desde o ano passado. Trinta alunas já foram formadas. Para esse ano, a meta é chegar em 50 meninas formadas.

“A cabeça delas, apesar de muito novas, idades a partir de 11 anos, será outra. Essa é uma necessidade latente. Sou grato em estar tendo a oportunidade de ofertar para esse público que não tem condições de arcar com os gastos de um curso particular”, comentou

Além da Universidade de Cuiabá (Unic), uma escola especializada em cursos de informática para crianças, jovens e adolescentes, a Happy Code, também é parceira da Prefeitura que trabalha no desenvolvimento de games, por meio de habilidades e raciocínio lógico para desenvolver soluções. “Toda família Happy Code está muito feliz. Desde o primeiro dia de aula, sempre bati na tecla da necessidade de fazer e tornar alunos pensantes. Queremos pessoas que pensem no futuro de um mundo melhor. Somos uma escola que desenvolvemos essa habilidade para que essas crianças sejam protagonistas de uma nova história. Todos devemos apreender a pensar, nunca deixar que os outros pensem por nós”, salientou Anderson dos Santos, diretor da Happy Code.

“O meu muito obrigado a primeira-dama Márcia Pinheiro por acreditar no nosso trabalho e firmar essa parceria com a Unic. Nossa intenção não é apenas capacitar, e sim deixa-las diferenciadas. As alunas agora passam para uma realidade muito mais abrangente”, reforçou Marcos Sena.

“A importância da inclusão digital nos dias de hoje é indispensável e a influência da informática, no desenvolvimento infantil é cada vez mais fundamental para estimular suas mentes e potencializar a capacidade intelectual dessas crianças. Então, nós, preocupados em levar esse importante projeto para as meninas, buscamos essa parceria que, com certeza, terá um impacto muito grande mais para frente, na formação profissional e pessoal dessas meninas”, justificou a primeira-dama sobre a importância de mais esse projeto voltado para as meninas do Programa Siminina.

A perspectiva de preparação para o mercado de trabalho é o objetivo principal do projeto que, nesse primeiro momento, envolve meninas da faixa etária de 13 a 14 anos prestes a completar a idade máxima de atendimento do Siminina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 4 de junho de 2019 às 15:32:48