https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/06/81c40df5f1403f1bd78cd8d9bb72634a.jpg

EXTINÇÃO DO FETHAB

Casa Civil: “É muito difícil o Governo fazer qualquer renúncia”

Lislaine Anjos

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, classificou como remota a possibilidade de o Governo do Estado atender aos pedidos dos empresários do agronegócio, que querem extinguir o Fethab Milho.

No mês passado, os produtores fizeram uma manifestação pelo Centro Político Administrativo e se encontraram com o governador Mauro Mendes (DEM).

Além do fim do fundo, eles pedem a destinação de 100% dos recursos arrecadados pelo Fethab commodity (1 e 2) para transporte e habitação; apresentação das medidas que estão sendo tomadas para adequação do tamanho da máquina pública; e a desburocratização da Secretaria de Fazenda.

Em conversa com o MidiaNews, o secretário disse que o Estado passa por dificuldades e não tem condição de fazer renúncias de receita.

“Falando em milho, o milho na última semana teve uma alta significativa. Então, a situação do milho já deve ter melhorado um pouco. Isso está sendo avaliado, mas, neste momento, é muito difícil o Governo fazer qualquer tipo de renúncia nesse sentido”, afirmou.

Entre os meses de janeiro a abril, segundo o próprio Governo, todo o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) arrecadou R$ 706,7 milhões. Os valores incluem contribuições da soja, algodão, milho e gado.

Carvalho disse que o Governo ainda está dentro do prazo para responder aos produtores. O Executivo deve responder oficialmente os empresários na próxima semana.

“Junto com os técnicos do Estado e o governador Mauro Mendes, está sendo avaliado esse pedido do agronegócio. Mas, no momento, não vejo essa possibilidade”, resumiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais