https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/84c3559f206d770d09ed2a7aeb005621.jpg

APÓS MORTE DE AGENTE

Operação na Penitenciária Central combate regalias de presos

Sindspen/MT

Uma operação intensiva foi deflagrada pelo Sistema Penitenciário com o objetivo de fazer uma revista geral nas carceragens para tirar regalias de presos da Penitenciária Central do Estado (antigo Pascoal Ramos), localizada em Cuiabá, as ações tiveram início nesta terça-feira (13), às 9h.

A operação tem com objetivo, fortalecer as ações de enfrentamento a crimes que possam ser cometidos dentro da unidade penal, além de se antecipar a possíveis atos delituosos.

Serão verificadas também as condições estruturais da área da carceragem e feita a retirada de produtos que estão em desconformidade com o Manual de Procedimento Operacional Padrão do Sistema Penitenciário. Após a revista geral será iniciada a reforma nas celas dos raios 1,2,3 e 4.

“Nosso objetivo maior é garantir a segurança da unidade, de acordo com a legalidade devida, frustrando qualquer tentativa que possa afetar a segurança da unidade prisional e criar oportunidades de prática delituosa”, destacou o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Nesta semana estão suspensas as visitas, assim como o atendimento a advogados e defensores públicos. Apenas as escoltas emergenciais, em caso de saúde, serão realizadas.

A secretaria esclarece ainda que não houve intercorrência nas atividades de revista e tampouco foram registradas agressões ou morte.

Não há, por enquanto, registro de apreensão de materiais ilícitos, como celulares e entorpecentes. Um balanço parcial do que foi retirado das celas será divulgado posteriormente.

Segundo o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), a Operação Agente Elison Douglas é uma resposta ao pedido de socorro da categoria após a execução do agente Elison Douglas, em Locas do Rio Verde (a 333 km de Cuiabá) em 30 de junho.

A presidente em substituição do Sindspen-MT, Jacira Maria da Costa Silva, esclarece que, a operação é um pedido dos servidores do sistema penitenciário, por meio do sindicato à Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT), tendo em vista o crescimento do crime organizado dentro de unidades penais, que culminou no assassinato do agente penitenciário de Lucas do Rio Verde, Elison Douglas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 14 de agosto de 2019 às 10:50:57
  • 13 de agosto de 2019 às 16:28:13