https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/2c69e30c5173049b68a5ab6d7185a7c0.jpg

CPI DOS INCENTIVOS FISCAIS

Oitiva do empresário Junior Mendonça quer entender como funciona o comércio de combustível em Cuiabá

Divulgação

O deputado estadual Carlos Avalone (PSDB) fez um requerimento para a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para ouvir o empresário Gércio Marcelino Mendonça Júnior, conhecido por Júnior Mendonça, dono de uma rede de postos de combustível em Mato Grosso e delator da Operação Ararath.

Avalone argumentou sobre a necessidade de dirimir dúvidas quanto ao fato de que muitos postos estão fechando, mas as unidades de Júnior estariam em plena ascensão.

Com data marcada para o dia 29 de agosto, o parlamentar espera que o empresário explique como que funciona o comércio de combustível em Cuiabá.

“O convite a vinda de Junior Mendonça aqui para depor é porque ele tem umas da maiores redes de postos de combustíveis dentro de Cuiabá e de Várzea Grande, e todo mundo tem mostrado que está havendo uma queda, fechando posto, e a rede dele está ampliando”,

Segundo o parlamentar, um dos representantes de sindicato do petróleo, em uma reunião, falou que era importante ouvir ele, que ele tem informações que podem ser importantes, e ele será questionado em relação a isso, por que a rede dele consegue crescer, enquanto os outros estão fechando.

“Então nós queremos entender como que funciona o comércio de combustível em Cuiabá. Estamos fazendo uma CPI em cima disso e queremos entender como é esse comércio, como ele tem a maior rede, ele foi convidado para isso”, explicou Avalone.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 27 de agosto de 2019 às 08:48:36
  • 27 de agosto de 2019 às 07:55:26