https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/WhatsApp-Image-2019-08-28-at-14_26_28.jpeg

EM VÁRZEA GRANDE

Polícia desmantela esconderijo com drogas, munições e bloqueadores de sinal

Reinaldo Rodrigues

Uma grande quantidade de droga, munições, bloqueadores de sinais, dinheiro e outros produtos provenientes de atividades criminosas foram apreendidos pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), com apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), na tarde desta quarta-feira (28), em uma residência, localizada no bairro Jardim das Oliveiras, em Várzea Grande.

Uma mulher foi presa e autuada por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse de munição. Ela foi interrogada, mas manteve-se em silêncio. Ela cuidava do local onde estava o material apreendido.

O entorpecente, cerca de 30 quilos de maconha, estava embalado de forma a ser levados para abastecer presídios de Mato Grosso.

Na casa, além dos tabletes de maconha, foram apreendidos dezenas de munições, rádios HTs, bloqueadores de sinais, especialmente, para uso roubos de caminhonetes, balanças de precisão, dinheiro, entre outros produtos.

A suspeita é por conta do controle de um drone, que possivelmente seria usado para levar droga para dentro de presídios.

O controle foi localizado junto com os tabletes de maconha, que pelo tipo de embalagem é característico para ingressar em presídios, por meio aéreo.

“É uma grande estrutura criminosa que a DRE junto com a GCCO, em um trabalho de investigação, conseguiu apreender”, disse o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira

O delegado disse que a descoberta foi em decorrência de uma denúncia, que foi apurada pelas equipes policiais.

“Recebemos informações de uma grande quantidade de drogas escondida, em uma casa em Várzea Grande. Diante disso, em conjunto com a Gerência de Combate ao Crime Organizado, estivemos no local, onde uma mulher residente autorizou a entrada. Já na primeira revista nos deparamos com uma mochila recheada de entorpecente, após foi feita uma busca minuciosa na região do Coxipó”, detalhou o delegado.

Outra parte da droga foi encontrada dentro de caixas de som, já embalada para comercializada. “O que chama a atenção é uma estrutura ali de sistema de monitoramento em uma residência com portão eletrônico, voltada para inibir a ação policial, além de crimes característicos da prática de roubos como bloqueador de sinais”, explicou.

As investigações continuam para identificação de outros membros da organização criminosa.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 29 de agosto de 2019 às 07:42:31
  • 28 de agosto de 2019 às 17:30:14