https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/09/obama-1.jpg

IMPASSE

Casal Obama enfrenta problemas para registrar nova produtora

Reprodução

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e a sua esposa, Michelle, estão enfrentando problemas para registrar o nome de sua nova produtora audiovisual, a Higher Ground Productions, no Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (USPTO), segundo informações da revista “The Hollywood Reporter”.

De acordo com a publicação, especializada na indústria do entretenimento, o nome da empresa do casal Obama é muito similar ao da companhia Higher Ground Enterprises, que foi registrado anteriormente, em 2016.

A Higher Ground Enterprises é uma empresa dedicada à publicação de livros eletrônicos, conhecidos como e-books. Seu registro inclui serviços de entretenimento, o que configura incompatibilidade com a inscrição da empresa do ex-presidente e a ex-primeira-dama, como alegou o advogado da companhia, Larry Zerner, em entrevista à “Hollywood Reporter”.

Diante da recusa do escritório, os assessores legais de Barack Obama e Michelle argumentaram que a produtora conta com uma marca diferenciada e, além disso, está focada na produção de conteúdos para grandes clientes como a Netflix. Com isso, segundo eles, não haveria confusão com uma empresa dedicada à edição de livros.

No entanto, a agência defendeu que as companhias têm nomes parecidos e prestam serviços no mesmo âmbito, embora por parte da família do ex-presidente digam que a editora de e-books não teve atividade desde o registro, em 2016.

“Os Obama souberam durante quase um ano que a sua solicitação de marca de ‘Higher Ground’ foi negada pela USPTO porque violava os direitos do meu cliente. Em vez de escolher, simplesmente, outro nome, os advogados apresentaram um pedido sem mérito para cancelar a marca registrada do meu cliente e poder tomá-la para si”, denunciou Zerner.

Em maio do ano passado, os Obama assinaram outro acordo com a Netflix para produzir filmes e séries, formatos de reality shows, documentários e outros conteúdos audiovisuais. A estreia se deu com “American Factory”, um documentário sobre os desafios da globalização através da chegada de um investidor chinês a uma cidade em crise no meio oeste dos EUA.

Além disso, em junho passado, o serviço de música e rádio em ‘streaming’ Spotify chegou a um acordo com a empresa do ex-presidente e da ex-primeira-dama para produzir diversos podcasts exclusivos.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *