https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/11/WhatsApp-Image-2019-11-01-at-11.10.13-e1572621083923.jpeg

FECHA ACORDO

Governador usa mutirão fiscal como estratégia para parar 13º salário dos servidores

Leonardo Mauro / Mato Grosso Mais

O governador Mauro Mendes (DEM) disse que todo o dinheiro arrecadado no Mutirão Fiscal Fecha Acordo já tem destino regulamento pela Fonte 100 (origem ou procedência dos valores com uma determinada finalidade), e o salário de dezembro e décimo terceiro já estão incluídos nesta arrecadação do mutirão estimada em R$ 400 milhões.

“Todo o recurso se é ICMS já tem uma destinação, se é arrecadação do Detran, todos eles têm uma destinação legal, e não poderá ser dado nenhuma outra destinação, é recurso da fonte 100, que é pagar salário, custeio, pagar investimento, enfim, já existe uma destinação legal para todos esses recursos oriundos dessas arrecadações”, disse o governador, em coletiva de imprensa, na manhã desta sexta-feira (1/11), na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Para o secretário de Fazenda Rogério Gallo, essa é mais uma estratégia do Governo para conseguir pagar o décimo terceiro dos servidores públicos. Já para o comércio mato-grossense, os lojistas pedem que o natal seja recheado de boas vendas, mas para isso só com o pagamento do 13º salário.

“Nós temos várias estratégias, já temos inclusive uma parte de recurso que está sendo provisionada e estamos nos preparando para esse evento importante na vida do Estado, na vida do servidor e na vida do comércio também, o mutirão é uma das estratégias para que, a gente chegue no dia 20 de dezembro com o dinheiro em caixa e quite o décimo terceiro do servidor”, disse Gallo.

A folha de dezembro fecha em R$ 500 milhões, e o décimo terceiro mais R$ 560 milhões, então a folha de dezembro montará R$ 1,6 bilhão.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 1 de novembro de 2019 às 14:21:15