https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/12/83d7416e7bd1071bf4ae9a6216208e8d.jpg

PROGRAMA CRIANÇA FELIZ

Consultora da Unesco esteve em Cuiabá para visita técnica

Vicente Aquino

A coordenadora responsável pelo Programa Criança Feliz no Centro-Oeste, Lisane Marques, da Unesco esteve em Cuiabá para uma visita técnica e avaliação do trabalho que está sendo desenvolvido pela Prefeitura, nesta sexta-feira (06). O programa é uma parceria do Ministério da Cidadania em parceria com os municípios.

“O objetivo da visita é fazer o monitoramento, o acompanhamento e a execução do Programa, que é desenvolvido dentro da política de assistência social. Estamos acompanhando, conversando e avaliando todas as equipes de referência, pois o programa conta atualmente com mais de 21.000 visitadores. Essa avaliação permanente é necessária para que os apontamentos sejam feitos e os serviços melhorados”, explicou Lisane Marques.

Na oportunidade, a coordenadora conheceu in loco os serviços da equipe pertencente à Unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), do bairro Pedra 90, onde as famílias atendidas pelo Programa. “Fiquei muito satisfeita com o que pude presenciar. Um fator primordial para o sucesso do programa é o envolvimento de todos os componentes da equipe. Quem trabalha com esse programa tem que estar envolvido, conhecer a realidade de cada família para saber que tipo de suporte poderá ser ofertado. E isso ficou visível. Cuiabá está de parabéns. As famílias visitadas demonstraram satisfação pelo atendimento prestado”, comentou a representante da Unesco.

Na Capital, o programa que é coordenado pela Secretaria de Assistência Social é realizado em sete das 14 unidades existentes dos Centros de Referência, sendo eles: Planalto, Pedra 90, CPA, Jardim União, Jardim Araçá, Pedregal e Jardim Nova Esperança. A metodologia utilizada é de visitas domiciliares realizadas nas residências das famílias cadastradas no Programa Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada (BPC), inserida no CRAS de referência em que o Programa Criança Feliz atua.

Durante a explanação, a coordenadora do Programa Criança Feliz em Cuiabá, Michelle Santos Machado informou que cerca de 986 crianças de 0 a 3 anos, 54 famílias contempladas com o auxílio do BPC e 94 gestantes estão sendo acompanhadas pelo programa. “Desde que assumi a coordenação sabia do grande trabalho a ser desempenhado, mas que, sem dúvida nenhuma, o retorno satisfatório estava garantido. Temos pela frente muitos desafios, mas estamos no caminho certo. Nosso objetivo é incluir cada vez mais famílias e melhorar a qualidade de vida dessa população”, disse ela.

“Aos poucos já estamos recebendo o retorno das famílias atendidas pelo programa em Cuiabá. A principal declaração é de que a vida delas mudou depois que começaram a receber a visita da equipe, e isso nos motiva a continuar e trabalhar ainda mais por essa nobre causa que é a primeira infância”, comentou.

O secretário municipal de Assistência Social, Wilton Coelho agradeceu a visita, pois segundo ele, trocas de informações e novas orientações são fundamentais para o progresso do Programa. “Quem ganha com isso é a população que necessita do apoio e dos serviços ofertados pela administração pública. O nosso objetivo é trabalhar para oferecer qualidade de vida a população cuiabana. É com muita satisfação que podemos afirmar que o trabalho está tendo resultados positivos e fazendo a diferença na vida das pessoas”, concluiu o secretário de Assistência Social, Wilton Coelho.

PROGRAMA CRIANÇA FELIZ- O programa prioriza crianças e famílias em situação de vulnerabilidade e risco social, como: gestantes, crianças de até 36 meses e suas famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família; crianças de até 72 meses e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada; crianças de até 72 meses afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção prevista no Art. 101, caput, incisos VII e VIII, da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, e suas famílias.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *