https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/02/Foto-Mundo-sem-Muros.jpg

ESPECIAL

Sesc Pantanal oferece programação especial de lazer no Dia Mundial das Áreas Úmidas

Mundo sem Muros

Para celebrar o Dia Mundial das Áreas Úmidas, o Sesc Pantanal realiza neste domingo (02/02) uma programação especial de lazer, o Dia no Parque, em Poconé. Passeio de barco, trilhas e pedalinhos são algumas das atividades que serão oferecidas gratuitamente, das 9h às 16h, no Parque Sesc Baía das Pedras, ao som do cantor, compositor e intérprete mato-grossense Cristopher Chaves.

A data foi instituída na década de 90, pelo Comitê Permanente da Convenção Ramsar, em homenagem ao dia da adoção da Convenção pelos países partes, em 1971, na cidade iraniana de Ramsar.

A cada ano, o Secretariado da Convenção sugere um tema para as ações desenvolvidas pelos países membros da Convenção de Ramsar e para o ano de 2020 o tema é Áreas Úmidas e Biodiversidade.

As áreas úmidas são vitais para a biodiversidade em diversos aspectos, pois são capazes de absorver e armazenar carbono, reduzir as inundações e atenuar os períodos de seca, frente aos efeitos das mudanças climáticas no mundo.

Somente o Brasil abriga a maior biodiversidade do planeta, com 20% do número total de espécies da Terra. Mesmo diante de tamanha importância, nos últimos 300 anos, 87% das áreas úmidas do mundo foram perdidas principalmente devido á contaminação, drenagem e conversão da terra.

O Pantanal é uma das maiores planícies alagáveis do mundo, tem grande relevância ecológica e é nele que se encontra a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Sesc Pantanal, responsável pelo sequestro de, pelo menos, 7,6 milhões de toneladas de carbono, por meio das florestas existentes em 108 mil hectares conservados.

Alem disso, a RPPN Sesc Pantanal, que fica próxima ao Parque Sesc Baía das Pedras, onde será realizado o Dia no Parque, foi a primeira reserva privada no Brasil a ser designada internacionalmente como Sítio Ramsar pela Convenção de Ramsar, tanto por sua extensão quanto pela biodiversidade, modelo de gestão e pesquisas. A designação de Sítio Ramsar decorre do reconhecimento da Convenção Ramsar de Áreas Úmidas de Importância Internacional, uma estratégia internacional da qual o Brasil é signatário, que tem como objetivo direcionar princípios e ações para proteção e usos sustentável destes ambientes em todo o mundo. Atualmente, o Brasil é detentor da mais extensa área de Sítios Ramsar do mundo.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 10 de fevereiro de 2020 às 12:04:47
  • 4 de fevereiro de 2020 às 18:06:40