CPI DO PALETÓ

Janaína diz que a denúncia de Silval não tem nada de relevante e defende Paulo Prado

DA REDAÇÃO / LEONARDO MAURO
[email protected]

A vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), a deputada Janaína Riva (MDB), em entrevista ao Site Mato Grosso Mais, defendeu o ex-procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, e o Ministério Público Estadual (MPE), e não viu relevância na denúncia do ex-governador Silval Barbosa.

“Não vi nada de mais, nem na fala do ex-governador e nem na posição do próprio Ministério Público, acho que o MP tem que trabalhar com provas mesmo. O fato só de eu levar uma informação, sem que eu não tenha nenhuma prova sobre pra isso, acho que é insuficiente mesmo para qualquer tipo de investigação, então, não vi nada de errado na conduta do promotor Paulo Prado”, disse a emedebista.

As declarações do ex-chefe do Executivo Estadual foram dadas, na manhã da última segunda-feira (02), na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó.

No depoimento, Silval afirmou que falou sobre a extorsão para Prado e que “ficou por isso mesmo”. Então, o Ministério Público Estadual (MPE) sabia de tudo e não fez nada.

E mesmo com toda essa polêmica e desgaste da antiga Casa de Leis, a parlamentar  acha que deve levar esses maus exemplos, como exemplo do que não se deve fazer.

“Isso realmente ficou no passado, não acho que a Assembleia passe mais por situações semelhantes ou parecidas. Hoje, a Assembleia vive um novo momento, não só a Assembleia, mas a política vive um novo momento…Acredito que aqui, a gente tem que virar essa página, e dar um exemplo diferente, deixar isso no passado e fazer diferente, acho que as pessoas esperam isso da gente”, finalizou Janaína.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *